Papa Francisco no México. Com ou sem tequila?

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Uma escolha crucial: como a Igreja seleciona seus bispos?

    LER MAIS
  • Os três passos dos homens

    LER MAIS
  • Abismo de desigualdades

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


11 Janeiro 2016

A visita do Papa Francisco ao México no próximo mês deverá ser mais uma importante peregrinação do que outra, mas é um vídeo do pontífice brincando a respeito da tequila com um mexicano na Praça de São Pedro o que capturou o entusiasmo generalizado que é cumprimentar o primeiro pontífice latino-americano.

A reportagem é de Rosie Scammell, publicada por Religion News Service, 08-01-2016. A tradução é de Isaque Gomes Correa.

No vídeo, pode-se ver Francisco caminhando ao redor da Praça, ladeado por seguranças enquanto cumprimenta os fiéis. A certa altura, um homem na multidão grita, chamando a atenção do líder religioso:

“Papa! Vamos te esperar no México! México, Papa!”, grita o homem por sobre a multidão. “Bem-vindo ao México em fevereiro!”

“Com tequila?”, responde o líder dos 1.2 bilhão de católicos.

“Sim, com bastante tequila!”, replica animado o homem.

O vídeo foi postado no Facebook por Carlos Alberto Cardona em 3 de janeiro e, desde então, já tem mais de 325 mil visualizações.

Dificilmente se pode considerar Francisco um homem festeiro; ele vive austeramente no Vaticano e desdenha recepções e funções oficiais.

Porém, é alguém do povo e ama se misturar com as multidões e bater papo com quem se encontra por perto, especialmente em seu idioma nativo, o espanhol.

E, deixando de lado a tequila, o breve vídeo traz o sentimento de antecipação que aguarda Francisco no México, cujos 96 milhões de católicos fazem o país ser o segundo maior rebanho no mundo depois do Brasil.

Francisco quis visitar o México em setembro antes de sua visita aos Estados Unidos, entrando nesse último pela fronteira para discursar sobre a importância do acolhimento aos imigrantes e refugiados.

Mas o papa disse que percebeu que precisava de “pelo menos uma semana” para visitar o México apropriadamente, e em vez disso viajou para Cuba primeiro antes de ir se encontrar com Obama.

O pontífice deve atrair milhões aos eventos oficiais durante a sua viagem de seis dias ao México, que se inicia no dia 12 de fevereiro.

Durante a sua estada, Francisco celebrará uma missa na Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe na cidade do México, visitará um hospital pediátrico e se encontrará com uma comunidade indígena em San Cristobal de Las Casas, no sul do país.

O religioso também prometeu passar por Ciudad Juárez na fronteira com os EUA, onde deverá visitar uma prisão e celebrar uma outra missa. Esta região fronteiriça se transformou num ponto focal do debate sobre a imigração, destacado pelo papa em sua visita aos EUA em setembro passado.

Além disso, os moradores da Ciudad Juárez vêm sofrendo com umas das maiores ondas de violência como decorrência da guerra entre cartéis e o Estado com relação às drogas, conflito que já matou milhares de pessoas.

O vídeo pode ser acessado aqui.

{youtube}NFwB7CXF3EA{/youtube}

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Papa Francisco no México. Com ou sem tequila? - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV