México. 100 mil indígenas receberão o Papa Francisco

Revista ihu on-line

“Raízes do Brasil” – 80 anos. Perguntas sobre a nossa sanidade e saúde democráticas

Edição: 498

Leia mais

Desmilitarização. O Brasil precisa debater a herança da ditadura no sistema policial

Edição: 497

Leia mais

Morte. Uma experiência cada vez mais hermética e pasteurizada

Edição: 496

Leia mais

Mais Lidos

  • “Tudo o que está na ‘Amoris Laetitia’ foi aprovado por mais de dois terços dos padres sinoda

    LER MAIS
  • Manual de ciberataque contra o Papa Francisco. Artigo de Antonio Spadaro

    LER MAIS
  • Em quem se escorar?

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Por: André | 09 Dezembro 2015

O bispo da diocese de San Cristóbal de las Casas, Felipe Arizmendi Esquivel, assinalou que nos próximos dias irá se reunir com autoridades federais, estaduais e municipais para continuar os preparativos para a visita do Papa Francisco no começo de 2016.

A reportagem é de Pepe Camas e publicada por Noticias Net, do México, 06-12-2015. A tradução é de André Langer.

“Durante esta semana temos três reuniões: uma com o governo do Estado, outra com o governo municipal e outra com o governo federal em três dias diferentes, já nos próprios lugares para ver, por exemplo, as medidas do altar onde o Papa vai celebrar a missa e também a distribuição dos espaços para ter um cálculo mais exato do contingente de pessoas que é preciso ter”, assinalou.

Além disso, disse que se espera diminuir as expectativas da participação de voluntários, uma vez que já se conta com 10 mil jovens que formarão barreiras nos Serviços Esportivos Municipais (Sedem) de San Cristóbal.

“A intenção fundamental de vir aqui é encontrar-se com os indígenas. Por isso, nós estamos mandando mais informações para que tenha mais elementos e sua mensagem terá que ser uma resposta a esta situação que eles vivem”, afirmou.

Disse que os ingressos serão entregues pelas paróquias da diocese, e que nas zonas tsotsil e tseltal já está prevista a participação de mais de 30 mil pessoas dos povos originários.

“Daqui da cidade e dos arredores nos pediram outros 20 mil lugares e da zona Sudeste mais 18 mil. Ou seja, pelos cálculos, somente da diocese, incluindo os párocos, já são 87 mil pessoas, mas Tapachula também já nos pediu 5 mil. No momento, Yucatán já me pediu 100; de uma zona de Oaxaca me pediram 100, mas me pedem outros milhares. De Atlacomulco, estão me pedindo sem precisar o número”.

Acrescentou que, enquanto em Roma, no próximo dia 12 de dezembro, houver a confirmação dos detalhes da visita do Papa a Chiapas, serão feitos diversos acertos para atender as pessoas que virão acompanhá-lo a esta cidade.

“O presidente da Conferência Episcopal da Guatemala disse que pretendem trazer vários indígenas deste país. Para eles e para os indígenas que vierem de outras partes da diocese vamos providenciar hospedagem nas paróquias e em outros lugares que já estão sendo preparados. Há alguns salões grandes que estão sendo oferecidos por algumas pessoas em particular e que serão utilizados para acolher e oferecer pernoite aos fiéis que virão para a missa. E as paróquias já estão se organizando para suprir a necessidade de alimentação desde a chegada até a partida”, disse.

Por último, disse que cerca de 100 mil indígenas deverão participar da celebração eucarística, mais um número incerto de mestiços.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Instituto Humanitas Unisinos - IHU - México. 100 mil indígenas receberão o Papa Francisco