Compartilhar Compartilhar
Aumentar / diminuir a letra Diminuir / Aumentar a letra

Notícias » Notícias

Curta! exibe documentário inédito na TV brasileira sobre o Rio Doce

Socorrer o Rio Doce, afetado pela tragédia das barragens em Mariana (MG), é uma necessidade antiga. O canal Curta! exibe, domingo, às 16h30m, o documentário “Watu – Um rio chamado Doce”, do jornalista Edilson Martins, ainda inédito em televisão brasileira.

A reportagem é de Daniel Brunet, publicada por O Globo, 19-11-2015.

A obra lembra que há 20 anos, os então governadores de Minas Gerais, Eduardo Azeredo, e do Espírito Santo, Vitor Buaiz, anunciaram um plano interestadual, com financiamento francês de US$ 2 bilhões, em sua primeira fase, para a recuperação do já então muito degradado Rio Doce. Mas... não resolveu.

O filme mostra todo o histórico de degradação do Rio Doce, desde o extermínio das nações indígenas ribeirinhas, Krenac, Botocudo e Maxacali, que chamavam o rio de Watu, à poluição no ciclo do ouro e pelas minerações posteriores.

- O Doce, como tantos outros da região Sudeste, já estava na UTI há décadas, até porque em seu vale se concentra o maior número de indústrias de minério do país, e uma população de 4 milhões de pessoas o transformando em latrina - conta Martins.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Cadastre-se

Quero receber:


Refresh Captcha Repita o código acima:
 

Novos Comentários

"O cristianismo é primeiramente uma percepção individual. Após uma verdadeira concepção individ..." Em resposta a: Ocidente secularizado? Culpa de Lutero
"Um belíssimo texto, que se confunde com poesia e que capta muito bem alguns dos anseios humanos por..." Em resposta a: Este é o tempo de redescobrir a confissão. Artigo de Vito Mancuso
"Esse artigo, além de muito bem escrito, está fazendo o maior sucesso na rede. Já foi publicado em..." Em resposta a: A arquitetura mental insustentável por trás do assassinato da onça-pintada Juma

Conecte-se com o IHU no Facebook

Siga-nos no Twitter

Escreva para o IHU

Adicione o IHU ao seus Favoritos e volte mais vezes

Conheça a página do ObservaSinos

Acompanhe o IHU no Medium