“Encontramo-nos entre a ideologia de gênero e o Estado Islâmico”, afirma o cardeal Robert Sarah

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Para Bolsonaro, a crise climática é uma fantasia, “um complô marxista”. Entrevista com Eliane Brum

    LER MAIS
  • “Como vocês explicarão aos seus filhos que desistiram?”. Discurso de Greta Thunberg em Davos

    LER MAIS
  • Em São Carlos, SP, direita adota tática nazista contra manifestantes, em visita da Ministra Damares Alves

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

Por: André | 15 Outubro 2015

O cardeal africano Robert Sarah advertiu que a família encontra-se entre “duas bestas apocalípticas” que são “a ideologia de gênero e o Estado Islâmico”, durante a sua intervenção no Sínodo dos Bispos sobre a Família, que se tornou pública nesta quarta-feira.

A reportagem é publicada por Religión Digital, 14-10-2015. A tradução é de André Langer.

“Encontramo-nos entre a ideologia de gênero e o Estado Islâmico”, assinalou durante o seu discurso o prelado africano, também prefeito da Congregação para o Culto Divino.

Sarah qualificou estas realidades como “duas bestas apocalípticas” e ressaltou sua origem demoníaca que, na sua opinião, demonstra-se em que tanto os defensores da ideologia de gênero como os terroristas islâmicos exigem uma “regra universal e totalitária” e são “violentamente intolerantes, destruidores de famílias, da sociedade e da Igreja, assim como abertamente cristianofóbicos”.

Sarah evidenciou aos 330 participantes, entre os quais se encontram mais de 270 bispos dos cinco continentes, que a sociedade contemporânea enfrenta por um lado a “desintegração da família no Ocidente secularizado” através do “divórcio rápido e fácil, do aborto, das uniões homossexuais e da eutanásia” e, por outro, da “pseudo-família do islã ideologizado que legitima a poligamia ou a subordinação feminina”.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

“Encontramo-nos entre a ideologia de gênero e o Estado Islâmico”, afirma o cardeal Robert Sarah - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV