Cais Mauá: o espaço simbólico e histórico mais importante de Porto Alegre. Entrevista com Tiago Holzmann da Silva

Revista ihu on-line

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

Mais Lidos

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

15 Outubro 2015

Foto atual do Cais Mauá
Foto:commons.wikimedia.org

“As informações que temos são incompletas e estão sendo reunidas aos poucos, porque o Consórcio vencedor e os órgãos de governo não estão dando a devida transparência e acesso às informações do processo”, diz Tiago Holzmann da Silva, ao comentar o projeto de revitalização do Cais Mauá, que está sendo elaborado pela empresa Cais Mauá do Brasil S.A., vencedora da licitação em 2010. 

Tiago Holzmann da Silva é membro do Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB do Rio Grande do Sul e apoia a maioria das demandas do movimento Cais Mauá de Todos, que critica as propostas de revitalização do Cais Mauá. “Concordamos que é inaceitável a construção de shopping center (10 vezes maior que o Gasômetro), de torres comerciais (com 100m de altura) e de mais de 4 mil vagas de estacionamento dentro do porto”, afirma.

De acordo com o arquiteto, “o processo de licitação foi equivocado, pois realizou uma concorrência de exploração financeira do Cais, que não partiu de um projeto urbanístico para a área e de sua integração com o centro da cidade. Consideramos também que todo este processo - licitação e elaboração de projetos - é muito pouco transparente, não permite a participação da sociedade e é recheado de equívocos, irregularidades e atropelos da lei”.

Tiago Holzmann da Silva é arquiteto e urbanista, mestre em Desenvolvimento Informatizado de Projetos Arquitetônicos pela Universidade Politécnica da Catalunha e professor do Curso de Arquitetura da UniRitter.

Confira a entrevista.

Projeto Cais Mauá 
Imagem: terra.com.br

IHU On-Line - Que informações você tem sobre o projeto de revitalização do Cais Mauá, e por que o movimento Cais Mauá de Todos faz objeções à obra?

Tiago Holzmann da Silva - As informações que temos são incompletas e estão sendo reunidas aos poucos, porque o Consórcio vencedor e os órgãos de governo não estão dando a devida transparência e acesso às informações do processo.

O Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB RS apoia a maioria das demandas do movimento Cais Mauá de Todos, principalmente no que diz respeito à imediata recuperação dos armazéns e abertura destes para toda a população. Concordamos que é inaceitável a construção de shopping center (10 vezes maior que o Gasômetro), de torres comerciais (com 100m de altura) e de mais de 4 mil vagas de estacionamento dentro do porto.

Consideramos também que o processo de licitação foi equivocado, pois realizou uma concorrência de exploração financeira do Cais, que não partiu de um projeto urbanístico para a área e de sua integração com o centro da cidade. Consideramos também que todo este processo - licitação e elaboração de projetos - é muito pouco transparente, não permite a participação da sociedade, e é recheado de equívocos, irregularidades e atropelos da lei.

IHU On-Line - Como avalia o projeto que vem sendo proposto pela empresa Cais Mauá do Brasil S.A. para o Cais Mauá?

Tiago Holzmann da Silva - O projeto apresentado para restauro e recuperação dos armazéns parece satisfatório. Não existe projeto para o restante da proposta, ou seja, não há projeto para o shopping e para as torres.

IHU On-Line - O que a Lei 638 determina sobre o uso do Cais?

Tiago Holzmann da Silva - Define regime urbanístico especial para viabilizar a negociata em andamento.

IHU On-Line – O que representa a área do Cais Mauá para a cidade de Porto Alegre e para a comunidade que tem acesso a esse espaço?

Tiago Holzmann da Silva - É o espaço simbólico e histórico mais importante da cidade e um dos mais importantes do estado.

IHU On-Line – Que implicações a construção de empreendimentos privados em uma área pública como o Cais Mauá pode trazer para a população?

Tiago Holzmann da Silva - Privatização de áreas públicas, restrição de acesso, elitização dos usos, etc.

IHU On-Line – Como tem sido a participação dos arquitetos nos processos que envolvem este projeto?

Tiago Holzmann da Silva - Os arquitetos têm se manifestado através do IAB RS e de outras entidades no sentido de corrigir as distorções do processo com o objetivo de que o Cais seja recuperado e aberto para a população o quanto antes.

IHU On-Line - Em outubro de 2013, a seccional gaúcha do Instituto dos Arquitetos do Brasil chamou uma Audiência Pública para a apresentação do projeto do Cais Mauá, que ainda não havia sido disponibilizado para o público. Como foi esta audiência? Que resultados ela trouxe?

Tiago Holzmann da Silva - Aqui há uma confusão. Chamamos uma audiência na Câmara para o projeto da Orla

IHU On-Line – Ainda há a possibilidade de ser apresentada alguma proposta de modificação ao projeto da Cais Mauá do Brasil S.A.? Quais seriam as principais modificações necessárias? Há mobilizações em torno disso?

Tiago Holzmann da Silva - A mobilização é exatamente para propor alterações e correções no modelo apresentado. Mas o Consórcio e os órgãos de governo se colocam contrários a qualquer alteração.

IHU On-Line – Deseja acrescentar algo?

Tiago Holzmann da Silva - Aspectos referentes aos custos estimados para as obras: menos de 10% do recurso total é para reformar os armazéns. Veja na planilha abaixo.

Por Patricia Fachin e Leslie Chaves

*Planilha cedida pelo entrevistado

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Cais Mauá: o espaço simbólico e histórico mais importante de Porto Alegre. Entrevista com Tiago Holzmann da Silva - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV