Lucro do Itaú Unibanco cresce 22% nos meses de abril a junho

Revista ihu on-line

Base Nacional Comum Curricular – O futuro da educação brasileira

Edição: 516

Leia mais

Renúncia suprema. O suicídio em debate

Edição: 515

Leia mais

Lutero e a Reforma – 500 anos depois. Um debate

Edição: 514

Leia mais

Mais Lidos

  • “O grande erro da esquerda é pensar que movimentos sociais são sempre bons", afirma Manuel Castells

    LER MAIS
  • Um milhão de crianças fora da escola: o absurdo do trabalho infantil no Brasil

    LER MAIS
  • Discurso da esquerda não dá a Lula a menor chance de fazer bom governo

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

05 Agosto 2015

O Itaú Unibanco informou nesta terça-feira, 4, lucro líquido de R$ 5,984 bilhões no segundo trimestre deste ano, cifra 22,1% superior à do mesmo intervalo do ano passado, de R$ 4,899 bilhões. Ante o primeiro trimestre, de R$ 5,733 bilhões, foi identificada elevação de 4,4%. O resultado veio em linha com as expectativas de analistas do mercado.

A reportagem é de Aline Bronzati, publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo, 05-08-2015.

O crescimento visto de abril a junho ante o trimestre anterior, segundo explica o Itaú em relatório que acompanha suas demonstrações financeiras, é resultado de uma maior margem financeira com clientes e também do desempenho da operação de seguros. Por outro lado, explica o banco, foi registrada uma menor margem financeira com o mercado e maiores despesas operacionais.

No primeiro semestre, o lucro líquido do Itaú ficou em R$ 11,717 bilhões, aumento de 25,7% ante um ano, de R$ 9,318 bilhões.

No primeiro semestre, o lucro líquido do Itaú ficou em R$ 11,7 bilhõesA carteira de crédito total do Itaú Unibanco, que inclui avais e fianças encerrou junho com saldo de R$ 566,556 bilhões, retração de 2,1% ante a cifra de março, de R$ 578,596 bilhões. Em um ano, quando os empréstimos somavam R$ 518,423 bilhões, foi identificada elevação de 9,3%. Quando calculado com base na conversão da carteira em moeda estrangeira (dólar e moedas dos países da América Latina), foi visto recuo de 1,0% e alta de 2,6%, nesta ordem.

Em ativos totais, o Itaú Unibanco somou R$ 1,231 trilhão ao final de junho, aumento de 10,7% perante o mesmo intervalo do ano passado, de R$ 1,112 trilhão. Na comparação com março, quando estavam em R$ 1,295 trilhão, foi vista queda de 5,0%.

Apesar de ainda estar à frente do Bradesco no quesito ativos, a distância entre os concorrentes diminuiu após o anúncio da compra da filial brasileira do HSBC pelo banco comandado por Luis Carlos Trabuco Cappi. Com a aquisição, os ativos do Bradesco passam a somar R$ 1,192 trilhão, apenas R$ 39 bilhões a menos que o Itaú.

O patrimônio líquido do Itaú totalizou R$ 100,711 bilhões de abril a junho, aumento de 17,1% em 12 meses e de 3,9% em relação ao trimestre imediatamente anterior. O retorno sobre o patrimônio líquido médio anualizado (ROE) foi a 24,2% no segundo trimestre, estável na comparação trimestral e 0,9 ponto porcentual maior em um ano.

Resultado recorrente

O Itaú anunciou também lucro líquido recorrente de R$ 6,134 bilhões no segundo trimestre, expansão de 23,4% ante idêntico período de 2014, de R$ 4,973 bilhões. Na comparação com o primeiro trimestre, de R$ 5,808 bilhões, o avanço foi de 5,6%. O retorno (ROE) recorrente ficou em 24,8% ao término de junho contra 24,5% em março e 23,7% em um ano. No semestre, foi de 24,7% ante 23,1% em 12 meses.

De janeiro a junho, o lucro líquido recorrente do Itaú somou R$ 11,942 bilhões, com crescimento de 25,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. A evolução desse resultado deve-se, de acordo com o banco, principalmente, à expansão do produto bancário, compensado parcialmente por maiores gastos com despesas operacionais e com provisões para devedores duvidosos, as chamadas PDDs.

Dentre os eventos não recorrentes no segundo trimestre ante um ano, o Itaú cita, em relatório que acompanha suas demonstrações contábeis, R$ 43 milhões de ajuste no valor de ativos para adequação ao provável valor de realização, R$ 86 milhões de provisão para perdas decorrentes de planos econômicos, amortização de ágio de aquisições feitas pelo grupo.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Lucro do Itaú Unibanco cresce 22% nos meses de abril a junho - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV