Padre e pastor lavam os pés da travesti que se crucificou na Parada LGBT de 2015

Revista ihu on-line

Renúncia suprema. O suicídio em debate

Edição: 515

Leia mais

Lutero e a Reforma – 500 anos depois. Um debate

Edição: 514

Leia mais

Bioética e o contexto hermenêutico da Biopolítica

Edição: 513

Leia mais

Mais Lidos

  • Por que 60% dos eleitores de Bolsonaro são jovens?

    LER MAIS
  • 1º Dia Mundial dos Pobres

    LER MAIS
  • Papa nomeia brasileiro para Relator Geral do Sínodo dos Jovens e um jesuíta e salesiano como Secretários Especiais

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

29 Junho 2015

O Padre Júlio Lancelotti e o pastor evangélico da Igreja Batista José Barbosa Júnior contrariam a leitura tradicional da Bíblia e lavaram os pés da travesti Viviany Belebone como forma de pedir a ela desculpas pelas ameaças e ofensas que sofreu. Viviany se crucificou na Parada LGBT de 2015, em ato que gerou polêmica por parte dos setores conservadores da sociedade.

A informação é as imagens são publicadas por Jornalistas Livres. Rede de Jornalismo independente em defesa da Democracia e dos Direitos Humanos, 27-06-2015.

Sobre a higiene a transexual disse apenas: “Me sentindo abençoada”. A lavagem aconteceu na tarde deste Sábado (27), em São Paulo.

 

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Padre e pastor lavam os pés da travesti que se crucificou na Parada LGBT de 2015 - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV