Protocolo de Kioto: Sete chaves sobre este importante acordo

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • O que muda (para pior) no financiamento do SUS

    LER MAIS
  • Ou isto, ou aquilo

    LER MAIS
  • Desmatamento na Amazônia aumenta 212% em outubro deste ano, aponta Imazon

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

18 Junho 2015

Qual é a importância do protocolo que entrou em vigor em 2005? Quais metas foram propostas e quantas alcançadas? Quanto pode contribuir nas ações que serão realizadas antes de entrar em vigor o acordo que se espera conseguir na COP 21, em Paris? Aqui apresentamos sete chaves do acordo e uma infografia de uso livre, que ajudarão a entender o acordo internacional mais importante para tentar frear a mudança climática.

A reportagem foi publicada pelo sítio Conexion COP e reproduzido por Envolverde, 16-06-2015.

O Protocolo de Kyoto é o primeiro acordo internacional vinculante para lutar contra a mudança climática - Foto: Envolverde

“O Protocolo de Kyoto foi um notável êxito em muitos aspectos. Não só enfatizou a realidade científica de que é preciso reduzir as emissões, mas também introduziu conceitos pioneiros, opções flexíveis, soluções práticas e procedimentos para a contabilidade de emissões que hoje em dia damos como assentados”, afirmou Christiana Figueres, secretária-executiva da Convenção Marco das Nações Unidas sobre Mudança Climática (CMNUCC).

1 - O primeiro compromisso dos países para reduzir as emissões completa este ano uma década de implantação. Um grande êxito no ano estratégico para a COP 21, na qual se espera conseguir um acordo climático global mais ambicioso.

2 - O Protocolo de Kyoto é um acordo internacional adotado em Kyoto, no Japão, em 11 de dezembro de 1997, e que entrou em vigor no dia 16 de fevereiro de 2005.

3 - A redução das emissões, em média, de 5% com relação aos níveis de 1990 foi o primeiro período do compromisso (2008-2012), que 37 países industrializados e a Comunidade Europeia assumiram. Porém, o resultado foi mais que animador, segundo a informação fornecida pelas partes do Protocolo: redução de 22,6% em relação ao ano de referência, 1990.

4 - O segundo período de compromisso, conhecido como Emenda de Doha, entraria em vigor quando três quartos das partes do Protocolo tivessem fornecido seus instrumentos de aceitação ao seu Depositário. Espera-se que isso contribua para elevar os níveis de ambição para a ação antes de 2020.

5 - O acordo introduziu uma inovação fundamentado, como é o uso dos mercados para facilitar o investimento em ações climáticas. Isso deixou claro às empresas e aos investidores que os gases-estufa têm um preço e reduzi-los tem um valor.

6 - Dando um valor à redução de emissões, o Protocolo de Kyoto serviu para criar o Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL), que permitiu a países em desenvolvimento e desenvolvidos cooperarem para reduzir emissões, ao mesmo tempo impulsionando o desenvolvimento sustentável.

7 - Atualmente há 7.800 projetos dentro do MDL em 105 países em desenvolvimento. Para cada tonelada de gás que conseguem reduzir, esses projetos recebem créditos que podem ser vendidos no mercado. Graças a esse sistema, até agora se evitou a emissão de 1,5 bilhão de toneladas de CO2 na atmosfera.

TRADUÇÃO DA INFOGRAFIA

Protocolo de Kyoto: Um passo crucial na luta contra a mudança climática

O Protocolo de Kyoto é o primeiro tratado mundial de redução de emissões. Foi adotado durante a COP realizada no Japão, em dezembro de 1997, e entrou em vigor no dia 16 de fevereiro de 2005.

Com o primeiro período de compromisso do Protocolo de Kyoto (de 2008 a 2012), 37 países industrializados e a Comunidade Europeia se comprometeram a liderar a ação climática mundial com a redução de suas emissões em uma média de 5% com relação aos níveis de 1990.

Em 2012, foi estabelecido o segundo período de compromisso, conhecido como Emenda de Doha. A Organização das Nações Unidas incentivou os governos a acelerar a ratificação deste segundo período para contribuir com o aumento dos níveis de ambição para a ação antes de 2020, pois a previsão é que o novo acordo de Paris entre em vigor em 2020.

Durante o primeiro período de compromisso até 2012, as emissões de GEE caíram 22,6% em relação ao ano de referência.

Baixa total das emissões até 2012 – 22,6%
Compromisso de reduções até 2012 – 5%

Estes são dados sobre as emissões de gases-estufa até 2012 pelas partes do Anexo B do Protocolo de Kyoto (países com objetivos vinculantes). Estes dados, baseados em informações recebidas em 2014, são provisórios e podem variar segundo os resultados das avaliações anuais em curso.

Países com objetivos vinculantes durante a primeira fase do Protocolo de Kyoto (37 no total)

Tipos de gases-estufa cobertos pelo Protocolo de Kyoto:

dióxido de carbono (CO2)
metano (CH4)
óxido nitroso (N2O)
perfluorocarbonos (PFCs)
exafluoreto de enxofre (SF6)
hidrofluorocarbonos (HFCs)

Setores e fontes de emissões cobertas pelo Protocolo de Kyoto

Energia

Queima de combustíveis: indústrias energéticas, manufatureiras e da construção, transporte.

Emissões fugitivas de combustíveis: combustíveis sólidos, petróleo e gás natural.

Agricultura

Fermentação entérica, gestão do esterco, cultivo de arroz, solos agrícolas, queima prescrita de savanas, queima de resíduos agrícolas no campo.

Lixo

Resíduos sólidos enterrados, gestão de águas residuais, queima de resíduos.

Processos industriais

Produtos minerais, indústria química, metalurgia, produção de organohalógenos e hexafluoreto de enxofre, consumo de organohalógenos e hexafluroeto de enxofre.

Dissolventes e uso de outros produtos

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Protocolo de Kioto: Sete chaves sobre este importante acordo - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV