Cardeal da Letônia toma Hitler e Stalin como exemplo de políticas em matéria de sexualidade

Revista ihu on-line

Veganismo. Por uma outra relação com a vida no e do planeta

Edição: 532

Leia mais

Etty Hillesum - O colorido do amor no cinza da Shoá

Edição: 531

Leia mais

Missões jesuíticas. Mundos que se revelam e se transformam

Edição: 530

Leia mais

Mais Lidos

  • Estive em 26 Universidades dos EUA e ninguém pensa duas vezes antes de definir Bolsonaro: “Fascista”

    LER MAIS
  • Como a internet está matando a democracia

    LER MAIS
  • O encadeamento do racismo estrutural

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

Por: André | 20 Maio 2015

O cardeal Janis Francis Pujats, o clérigo católico mais importante da Letônia, provocou, nesta segunda-feira, uma polêmica ao afirmar que a proibição da homossexualidade por parte de Adolf Hitler e Josef Stalin foi melhor que as políticas adotadas pela União Europeia em matéria de liberdades sexuais.

A reportagem é publicada por Religión Digital, 19-05-2015. A tradução é de André Langer.

“Pode parecer duro dizer isso, mas nem os regimes de Hitler e Stalin se atreveram a fazer política de Estado das leis de sodomia. A União Europeia lançou uma cruzada contra a fé cristã”, acrescentou, segundo informou o jornal letão Kasjauns.

Pujats fez estas declarações durante uma ida ao Parlamento no contexto da investigação sobre a queda do telhado de um supermercado em 2013.

Suas palavras foram criticadas imediatamente por alguns dos presentes, que lhe recordaram que seu comparecimento devia restringir-se unicamente a assuntos relacionados à tragédia.

A sociedade letã mantém uma postura conservadora sobre a homossexualidade. No entanto, seu ministro de Relações Exteriores, Edgars Rinkevics, declarou abertamente a sua homossexualidade em 2014. A capital, Riga, acolherá este ano o Festival Europride [evento realizado pela Associação Europeia do Orgulho Gay], entre os dias 15 e 21 de junho.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Cardeal da Letônia toma Hitler e Stalin como exemplo de políticas em matéria de sexualidade - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV