Povos indígenas do Tapajós firmam aliança em defesa de seus direitos

Revista ihu on-line

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

Mais Lidos

  • Direita cristã é o novo ator e líder do neoconservadorismo no País

    LER MAIS
  • Vozes que nos desafiam. Celebração da Festa de Santa Maria Madalena

    LER MAIS
  • Há fome no Brasil: 3 dados alarmantes que Bolsonaro deveria conhecer

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

06 Maio 2015

Indígenas das etnias Munduruku, Kayabi, Apiaká e Rikabatsa reuniram-se durante quatro dias para discutir como garantir seus direitos frente a implantação de hidrelétricas e outras grandes obras na Bacia do Tapajós (MT/PA). Confira o manifesto elaborado no encontro:

A nota foi publicada pelo Instituto Sociambiental - ISA, 30-04-2015. 

Entre os dias 21 e 24/4, indígenas das etnias Munduruku, Kayabi, Apiaká e Rikabatsa realizaram na Aldeia Teles Pires, do povo Munduruku, na fronteira entre Pará e Mato Grosso, um encontro sobre direitos indígenas e grandes empreendimentos. Participaram da oficina cerca de 200 pessoas que vivem em diversas aldeias no Baixo Rio Teles Pires e rio Juruena, formadores do rio Tapajós.

Um dos encaminhamentos do evento foi a decisão dos caciques presentes de firmar uma aliança entre os quatro povos indígenas que participaram do encontro na defesa de seus direitos, atuando em parceria com o Fórum Teles Pires. O Fórum é uma iniciativa que une agricultores familiares, pescadores e outras comunidades locais atingidas pela construção de hidrelétricas e outros grandes empreendimentos na região do Rio Teles Pires para lutar pela garantia de seus direitos.
Ao final dos quatro dias de encontro, foi elaborado um manifesto dos quatro povos indígenasApiaká, Kayabi, Munduruku e Rikbaksta – que apresenta críticas e reivindicações das comunidades indígenas ameaçadas e afetadas pela construção de quatro grandes barragens no Rio Teles Pires, assim como outros empreendimentos na Bacia do Tapajós.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Povos indígenas do Tapajós firmam aliança em defesa de seus direitos - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV