“A encíclica do Papa Francisco está pronta”

Revista ihu on-line

Etty Hillesum - A resistência alegre contra o mal

Edição: 534

Leia mais

Direito à Moradia, Direito à Cidade

Edição: 533

Leia mais

Veganismo. Por uma outra relação com a vida no e do planeta

Edição: 532

Leia mais

Etty Hillesum - A resistência alegre contra o mal

Edição: 534

Leia mais

Direito à Moradia, Direito à Cidade

Edição: 533

Leia mais

Veganismo. Por uma outra relação com a vida no e do planeta

Edição: 532

Leia mais

Mais Lidos

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

30 Abril 2015


“O Papa disse hoje pela manhã (ontem para quem lê, ndr) que a encíclica está pronta, que estão sendo feitas as traduções e que provavelmente será finalizada no final de maio, ou no início de junho”.

A informação é do bispo Marcelo Sanchez Sorondo, reitor da Pontifícia Academia das Ciências Sociais, numa entrevista para a Rádio Vaticana, concedida durante o seminário ‘Proteger a Terra, dignificar a humanidade’, ocorrido ontem no Vaticano. “Um encontro – explicou – que tinha como objetivo apoiar a encíclica com argumentos especificamente científicos que naturalmente o documento do Papa não poderá conter, porque tem um estilo pastoral”.

A reportatem é de Mimmo Muolo, publicada pelo jornal Avvenire, 29-04-2015. A tradução é de Ivan Pedro Lazzarotto.

Sanchez Sorondo fez uma referência breve aos conteúdos. “Existem dois aspectos – falou – e o primeiro é aquele que vem da Bíblia, do qual o homem é tutor, no sentido de que deve desenvolver a criação de uma forma sustentável como dizemos nos dias de hoje. Já o dizia Paulo VI na Populorum Progressio. Isso significa inclusão social, uma agricultura que responda às necessidades reais da alimentação das pessoas dentre várias outras coisas”.

Então, para o bispo, “de um lado há o fato de que o homem é o tutor da Criação de modo sustentável e, do outro, a situação da Terra, que está descrita principalmente pelas ciências naturais e pelas ciências sociais. Pensamos que a encíclica irá tratar destes dois temas”.

O Papa Francisco falou sobre o tema da encíclica desde o início do seu pontificado.

Na missa que iniciou o ministério petrino, em 19 de março de 2013, o tema estava no centro da homilia. “Quero questionar, por favor, a todos aqueles que ocupam papéis de responsabilidade no âmbito econômico, político e social, a todos os homens e mulheres de boa vontade: somos ‘tutores’ da criação, do desenho de Deus escrito na natureza, tutores do outro, do ambiente; não deixemos que sinais de destruição e de morte acompanhem o caminho do nosso mundo”.

Um pedido ao qual o Papa acrescenta o análogo convite a sermos tutores também do homem, referindo-se dessa forma aos seus antecessores que haviam falado também de uma “ecologia humana”.

Nestes primeiros dois anos de pontificado, Francisco retomou várias vezes estes temas.

Na última audiência geral em 05 de junho de 2013 disse: “Quando falamos de ambiente, do criador o meu pensamento vai às primeiras páginas da Bíblia, ao Livro da Gênese, onde afirma que Deus colocou o homem e a mulher sobre a terra para que a cultivassem e cuidassem. E me surgem perguntas: O que quer dizer cultivar e cuidar da terra? Estamos verdadeiramente cultivando e cuidando o que foi criado? Ou estamos somente desfrutando e negligenciando?”. De fato o Papa coloca a questão em termos éticos. E não esquece de ressaltar o forte impacto sobre os pobres.

Exatamente como disse ontem o cardeal Peter Turkson, intervindo no Simpósio.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

“A encíclica do Papa Francisco está pronta” - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV