Para cofundador da Apple, humanos serão ‘animais de estimação’ das máquinas

Revista ihu on-line

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Grande Sertão: Veredas. Travessias

Edição: 538

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Mais Lidos

  • Bispos latino-americanos levantam a voz pela Amazônia

    LER MAIS
  • Bolsonaro pode ser responsabilizado por crime contra humanidade

    LER MAIS
  • Enquanto Amazônia arde, governistas e ruralistas aprovam mais incentivos à devastação no Senado

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

26 Março 2015

Steve Wozniak, cofundador da Apple, engrossou o coro dos que acreditam que a humanidade será superada pela inteligência artificial. Em entrevista ao “Australian Financial Review”, o guru da tecnologia afirmou que o futuro é “assustador e muito ruim para as pessoas”, corroborando prognósticos de outras grandes mentes da atualidade, como Elon Musk, da Tesla Motors; Bill Gates, da Microsoft; e o físico Stephen Hawking.

A reportagem é publicada pelo jornal O Globo, 24-03-2015.

— Os computadores vão superar os humanos, sem dúvida — disse Wozniak. — Eles serão deuses? Nós seremos os animais de estimação da família? Ou seremos formigas para sermos pisados? Isso eu não sei... Mas quando eu penso que serei tratado no futuro como um animal de estimação por essas máquinas inteligentes... Bem, eu vou tratar muito bem o meu cachorro.

Wozniak diz que havia descartado previsões de pesquisadores como Raymond Kurzweil, que alertava sobre o desenvolvimento acelerado da tecnologia, que levaria as máquinas a superarem o entendimento e a capacidade humana em 30 anos. Contudo, com o passar do tempo, ele reconheceu que as previsões estão se tornando reais, e um computador que simule a consciência humana pode ser uma ameaça real.

— Se nós construirmos esses dispositivos para tomar conta de tudo em nosso lugar, eventualmente eles pensarão mais rápido que a gente e se livrarão dos lentos humanos para dirigir companhias de forma mais eficiente — disse Wozniak.

Contudo, diz Wozniak, esse futuro sombrio pode não se tornar real caso a Lei de Moore realmente chegue ao fim. Segundo esta teoria, o padrão é que a velocidade de processamento dos computadores dobre a cada dois anos. Esse incremento se dá pela miniaturização dos componentes, mas existe a previsão que a lei se encerrará em 2020, porque o transistor de silício alcançará o tamanho de um átomo.

Então, a humanidade estaria a salvo do melhoramento perpétuo do poder de computação, a não ser que os cientistas realmente consigam controlar mecanismos em nível subatômico, tornando real o computador quântico.

— Por todo o tempo que eles estão trabalhando nos computadores quânticos, eles ainda não têm nada para mostrar que seja realmente útil para o que precisamos. Pesquisadores podem fazer previsões, mas ainda não foram capazes de ultrapassar os três qubits (bit quântico) — afirmou Wozniak.

— Eu espero que eles consigam, e nós devemos persegui-lo porque se trata de exploração científica. Mas, no fim, talvez criemos a espécie que está acima de nós.

Modelo básico do Apple Watch

O cofundador da Apple também falou sobre o mais novo produto criado pela sua companhia. Ao contrário do que muitos possam pensar, Wozniak desdenhou dos modelos luxuosos, que custam entre US$ 10 mil e US$ 17 mil, e disse que irá comprar o Apple Watch Sport, modelo mais barato da linha que será vendido por US$ 349.

— Se você compra os muito caros, os que são joias, então você não está comprando o smartwatch pelos aplicativos. Como um Rolex, você está comprando pelo prestígio que ele confere a você — afirmou Wozniak.

— O fato é que a diferença entre um relógio de US$ 10 mil e outro de US$ 17 mil é apenas a pulseira, e para um engenheiro como eu, não é o meu mundo.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Para cofundador da Apple, humanos serão ‘animais de estimação’ das máquinas - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV