O Vaticano envia às conferências episcopais documentos para o Sínodo 2015

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Rio Grande do Norte. Seridó ameaçado

    LER MAIS
  • Arcebispo de Ribeirão Preto visita no hospital a Dom Pedro Casaldáliga, “um ícone no Brasil”

    LER MAIS
  • Francisco nomeia seis mulheres para grupo que supervisiona as finanças vaticanas

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


21 Novembro 2014

Pouco mais de um mês desde a conclusão do encontro atentamente observado dos bispos em outubro deste sobre questões envolvendo a vida familiar, o Vaticano anunciou que já está se preparando para o próxmo encontro em 2015.

A reportagem é de Joshua J. McElwee, publicada por National Catholic Reporter, 20-11-2014. A tradução é de Isaque Gomes Correa.

Dentro de semanas, disse o Vaticano em nota nesta quinta-feira, as conferências episcopais ao redor do mundo estarão recebendo documentos preparatórios para o encontro de 2015 conhecido como Sínodo dos Bispos.

O Papa Francisco convocou dois sínodos consecutivos, um para 2015 e outro para 2015, no intuito de debater questões relacionadas à família. O encontro de 2015, realizado entre os dias 5 e 19 de outubro no Vaticano, atraiu a atenção da imprensa mundial para aquilo que pareceu ser uma nova atitude de diálogo e debate entre os prelados da Igreja durante os procedimentos a portas fechadas.

A nota desta terça-feira foi feita após uma reunião – ocorrida esta semana no Vaticano – do conselho de prelados que fazem a frente no escritório responsável pelo Sínodo dos Bispos.

Segundo o texto, o departamento responsável irá enviar um documento preparatório para o Sínodo de 2015 às conferências episcopais no “começo de dezembro”, na esperança de que um documento inicial de trabalho para o próximo encontro possa estar pronto em julho de 2015.

Enquanto que o documento preparatório inicial para o Sínodo de 2014, enviado em outubro de 2013, foi motivo de manchetes porque continha um amplo questionário que era para ser distribuido “tanto amplamente quanto possível”, a nota divulgada nesta quinta-feira não indica se o documento para o Sínodo de 2015 vai ter um questionário semelhante.

A nota diz, no entanto, que o novo documento preparatório “será constituído” a partir do documento final do Sínodo deste ano, juntamente com “uma série de pontos que ajudam em sua recepção e aprofundamento”.

O anúncio de quinta-feira marca o começo daquilo que, provavelmente, será uma enxurrada intensa de atividade para o escritório do Sínodo, que se prepara para organizar um encontro de um mês de duração tendo a presença de prelados e peritos em outubro de 2015.

Embora o Sínodo deste ano tenha visto cerca de 190 prelados participarem dos debates, a edição de 2015 espera ver, pelo menos, três vezes mais este número, já que o Sínodo de 2015 está aberto não só para os presidentes das conferências dos bispos como também para vários membros de cada conferência, os quais estão sendo eleitos por seus pares em suas assembleias nacionais.

A nota divulgada observou que o papa esteve presente nas reuniões no escritório sinodal, dizendo que ele participou destes momentos para “sublinhar a importância atribuída por ele ao Sínodo, como uma expressão da colegialidade episcopal, e à família, tema das duas assembleias”.

A nota também disse que os que participatam no encontro do Vaticano “concordaram que o período que agora se abre entre as duas assembleias, o que é inédito na história da instituição sinodal, é muito importante”.

O ano entre os sínodos, lê-se no texto, “deveria tomar o caminho já percorrido como um ponto de partida e aproveitar esta oportunidade especial para estudar assuntos e promover debates no nível das conferências episcopais, encontrando os meios e as ferramentas necessárias para envolver, ainda mais, os demais organismos eclesiais na reflexão sinodal sobre a família”.

Entre outros que participaram das reuniões sinodais do Vaticano estavam o cardeal Lorenzo Baldisseri, secretário-geral do escritório Sínodo, e vários membros do conselho sinodal, incluindo o cardeal austríaco Christoph Schönborn, o cardeal australiano George Pell, o cardeal americano Donald Wuerl, e o cardeal filipino Luis Tagle.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O Vaticano envia às conferências episcopais documentos para o Sínodo 2015 - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV