Chile. “Solidariedade aos três padres denunciados ao Vaticano

Revista ihu on-line

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Mais Lidos

  • Uma análise de fundo a partir do golpe de Estado na Bolívia

    LER MAIS
  • Aumento da miséria extrema, informalidade e desigualdade marcam os dois anos da Reforma Trabalhista

    LER MAIS
  • Lula desequilibra o jogo. Craque é craque

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

Por: Jonas | 24 Outubro 2014

Punto Final se solidariza com os sacerdotes José Aldunate S. J., Mariano Puga e Felipe Berríos S. J., denunciados para a Congregação para a Doutrina da Fé, em Roma, por suas opiniões em matérias que hoje a sociedade moderna debate. Em especial, fazemos chegar nossa afetuosa solidariedade ao padre Aldunate, colaborador habitual desta revista.

A nota é da revista Punto Final, reproduzida por Rebelión, 22-10-2014. A tradução é do Cepat.

Os três religiosos foram denunciados pelo arcebispo de Santiago, cardeal Ricardo Ezzati, ou pelo núncio apostólico, Ivo Scapolo (o ponto não está claro, porque ambos se acusam entre si), à Congregação encarregada de zelar pela pureza dos dogmas da Igreja Católica. O motivo aparente são as opiniões dos três sacerdotes sobre temas como o aborto, a homossexualidade, os casais gays, as relações sexuais pré-maritais, e sobre a atrofiada institucionalidade da Igreja.

O Arcebispo declarou que o núncio Scapolo lhe solicitou antecedentes sobre as opiniões de Aldunate, Berríos e Puga em diferentes meios de comunicação.

De sua parte, Scapolo – que culpa o Arcebispo de tomar essa iniciativa – se nega a receber os sacerdotes à espera de uma decisão do Vaticano sobre a denúncia.

Os sacerdotes Aldunate e Puga se destacaram na defesa dos direitos humanos durante a ditadura militar. O padre José Aldunate S. J., em numerosas colunas na revista Punto Final fez referência a temas como os acima mencionados. Em seu artigo “La ley natural, el matrimonio y la família” (PF 812, setembro 2014), por exemplo, aborda os questionamentos contemporâneos aos pontos de vista conservadores da Igreja. Em recente entrevista ao semanário The Clinic, Aldunate apresentou suas opiniões com admirável franqueza.

A censura que Ezzati ou Scapolo (ou ambos) pretendem impor aos sacerdotes Aldunate, Puga e Berríos suscitou enorme repúdio nas comunidades cristãs que apreciam e respeitam a autoridade moral destes pastores.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Chile. “Solidariedade aos três padres denunciados ao Vaticano - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV