Lei da Ficha Limpa: Ministério Público já questionou 289 candidaturas

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • Do samba ao funk, o Brasil que reprime manifestações culturais de origem negra e periférica

    LER MAIS
  • ASA 20 Anos: Água potável é vida e bênção para a infância do Semiárido

    LER MAIS
  • Massacre de Paraisópolis é a falta do reconhecimento da cultura periférica, diz Raquel Rolnik

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

Por: Cesar Sanson | 16 Julho 2014

Número representa 47% do total de impugnações; políticos têm sete dias para contestar decisão.

A reportagem é de André de Souza e publicada por O Globo, 15-04-2014.

O Ministério Público Eleitoral em todo o Brasil já pediu que 613 candidatos nas eleições deste ano não tenham o registro de sua candidatura invalidada. Do total, 289, ou 47%, foram enquadrados na Lei da Ficha Limpa. Os números foram divulgados pela Procuradoria-Geral da República (PGR) nesta terça-feira. Os candidatos têm sete dias para contestar o Ministério Público e a decisão de conceder registro ou não cabe à Justiça Eleitoral.

Das 27 Procuradorias Regionais Eleitorais (uma para cada estado mais o Distrito Federal), 20 já divulgaram seus números. Segundo a PGR, entre os problemas mais comuns que levam à impugnação estão as contas rejeitadas pelos tribunais de conta.

A quantidade de candidatos impugnados ainda vai aumentar. São Paulo, o estado com mais candidatos, por exemplo, ainda não divulgou seus números. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) paulista publicou o edital com os pedidos de candidatura apenas na segunda-feira. O Ministério Público tem cindo dias para questioná-los, prazo que se esgota somente em 19 de julho.

Entres os estados cujos números já estão disponíveis, o Rio foi onde mais candidatos foram questionados com base na Lei da Ficha Limpa: 35, seguido de Pará (28), Goiás (27), Maranhão (22) e Ceará (21). No geral, o estado com mais candidaturas impugnadas é o Mato Grosso do Sul: 89, das quais apenas três com base na Ficha Limpa.

Além de São Paulo, ainda não divulgaram números de impugnação as Procuradorias Regionais Eleitorais de Alagoas, Bahia, Distrito Federal, Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Lei da Ficha Limpa: Ministério Público já questionou 289 candidaturas - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV