MTST anuncia acordo com o governo e fim das manifestações contra a Copa

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Bolívia. O MAS e o triunfo avassalador

    LER MAIS
  • "Governo tenta intencionalmente destruir povos indígenas". Entrevista com Carlos Frederico Marés de Souza Filho

    LER MAIS
  • Coluna “Rumo a Assis: na direção da Economia de Francisco”

    Realmar a economia pela comunhão dos povos

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: Cesar Sanson | 10 Junho 2014

Movimento diz que governo se comprometeu a construir casas populares em terreno na zona leste da São Paulo, mudanças no Minha Casa, Minha Vida e criação de comissão sobre despejos.

O coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), Guilherme Boulos, afirmou nesta segunda-feira (09) que o movimento entrou em acordo com o governo para a construção de cerca de 2 mil habitações populares no local onde está a ocupação Copa do Povo, na zona leste de São Paulo. "Nossas três principais pautas foram atendidas hoje pelo governo federal, com participação dos governos estadual e municipal", afirmou o representante da entidade.

A reportagem é publicada pelo portal Ig, 09-06-2014.

Os outros dois pontos em que houve avanço, segundo Boulos, é a promessa de criação pelo governo federal de uma comissão interministerial para a prevenção de despejos forçados no País, visando evitar conflitos e violência policial; e mudanças no programa federal Minha Casa, Minha Vida, que teriam o objetivo de fortalecer a gestão direta dos empreendimentos e a qualidade e melhor localização das moradias. De acordo com o movimento, com o atendimento destas reivindicações, o MTST não deverá mais convocar protestos contra a Copa do Mundo, como os realizados nas últimas semanas em São Paulo. "Haverá manifestações pela votação do Plano Diretor na Câmara", afirmou Boulos, ao explicar que ainda há pontos que devem buscados pelo movimento, mas sem a mobilização vista na capital paulista.

Em nota, o movimento afirma que a "grande vitoria foi resultado da mobilização forte e intensa do movimento nos últimos meses, de nossa aposta no Poder Popular. Além disso, as conquistas alcançadas não trarão benefício somente para as milhares de famílias organizadas pelo MTST, mas também para as milhões que sofrem com o problema da moradia no Brasil".

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

MTST anuncia acordo com o governo e fim das manifestações contra a Copa - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV