Cai drasticamente o número de latinos católicos nos EUA

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • O que muda (para pior) no financiamento do SUS

    LER MAIS
  • Ou isto, ou aquilo

    LER MAIS
  • Desmatamento na Amazônia aumenta 212% em outubro deste ano, aponta Imazon

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

Por: Caroline | 08 Maio 2014

O número de latinos que se declaram católicos nos Estados Unidos caiu drasticamente, em 12 pontos porcentuais em apenas quatro anos, de acordo com uma pesquisa realizada pelo instituto Pew e divulgada nessa quarta-feira.

A reportagem é publicada pelo jornal El Nuevo Herald, 07-05-2014. A tradução é do Cepat.

O instituto de pesquisa apontou que “a diminuição continua da porcentagem de católicos entre os latinos reflete, em parte, mudanças religiosas que estão ocorrendo na América Latina”. Em especial, como indicaram os especialistas do grupo, a tendência das igrejas evangélicas em ampliar o seu número de seguidores.

“Contudo também reflete mudanças religiosas que ocorrem nos Estados Unidos”, onde o catolicismo “teve perdas consideráveis de adeptos mediante as conversões”.

A pesquisa do Pew mostrou que 55% dos latinos definiram-se a si mesmos como católicos, sendo que em um estudo similar, realizado em 2010, essa porcentagem era de 67%.

Por tanto, a porcentagem de latinos que se definiram como evangélicos passou de 12% em 2010, para 16% em 2014.

Por sua vez, o número de pessoas que se declarou sem religião passou de 10% em 2010, para 18% em 2014, um espetacular aumento de oito pontos percentuais, como indicou o estudo do Pew.

Esta tendência foi evidenciada no segmento dos homens com idades entre 18 e 29 anos: em 2010 14% definiam-se como sem filiação religiosa, mas em 2014 essa porcentagem saltou para 31%, com o aumento de 18 pontos percentuais.  

Nesse segmento específico, a pesquisa não identificou um número significativo de pessoas que abandonaram o catolicismo para adotar outra religião, mas que praticamente todas passaram a declara-se ateias ou sem filiação.

De acordo com o estudo, os latinos que se definiram como protestantes ou evangélicos têm uma maior atividade que os católicos, no que tange a sua religião, como a presença em atos religiosos ou estudos de textos como a Bíblia.

Entre estes três grupos religiosos latinos (os católicos, evangélicos e aqueles sem filiação a nenhuma igreja) também há diferenças em suas posições políticas, como apontou o estudo.

“Os evangélicos protestantes situam-se no extremo conservador desse cenário, e aqueles sem filiação no extremo liberal. Os católicos situam-se em um meio termo”, assinalou o instituto.

O Pew informou que, na atualidade, 33% de todos os católicos nos Estados Unidos são latinos. Com o aumento da população latina, que constitui a primeira minoria nos Estados Unidos, “poderá chegar um dia em que a maioria dos católicos nos Estados Unidos seja formada por latinos, ainda que a maioria dos latinos já não seja católica”, acrescentou o estudo.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Cai drasticamente o número de latinos católicos nos EUA - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV