Uma encíclica de Francisco sobre a ecologia

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • Papa Francisco ataca o 'desejo de poder', a 'rigidez disciplinar' e a 'deslealdade' nas associações de fiéis, dos movimentos eclesiais e das novas comunidades

    LER MAIS
  • Vacinas, o grande golpe da Big Pharma

    LER MAIS
  • A furiosa e disfarçada guerra pela Água no Brasil

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


08 Abril 2014

Paira o apocalipse sobre o mundo, destinado quase a ser destruído pelo homem que violou irresponsavelmente a Terra-Mãe, ou ainda existe esperança de que a sabedoria prevaleça e que o planeta possa ser salvo? Enfrentar adequadamente o problema ecológico, um dos mais dramáticos que existem hoje, é tarefa da macropolítica, a dos governos e das instituições internacionais, mas também da micropolítica, a de cada um de nós, para aquela parte infinitesimal que lhe diz respeito.

A reportagem é de Luigi Sandri, publicada pelo jornal Trentino, 07-04-2014. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Deixando a principal responsabilidade à política e à economia, as Igrejas e as religiões também têm o dever de incentivar os seus seguidores a formar uma consciência ecológica, isto é, estar consciente de que explorar e contaminar a Terra-Mãe é mais do que um pecado, é uma escolha suicida.

É por esse motivo que a Assembleia Geral do Conselho Ecumênico de Igrejas, que ocorre em Vancouver (Canadá), em 1983, lançou o "processo conciliar de justiça, paz e salvaguarda da criação" (JPIC, na sigla em inglês). Essa tríade derivava de uma análise, dificilmente refutável, que destacava o entrelaçamento inseparável entre a ecologia e a paz na justiça.

De fato, uma das causas que mais contribui para depredar o planeta e para poluir a atmosfera é justamente a corrida armamentista, a busca de minerais para construir tais armamentos e o uso de armas. O aumento das bombas nucleares – sejam elas usadas contra a população, como os EUA decidiram em 1945, colocando o Japão de joelhos com as bombas atômicas lançadas contra Hiroshima e Nagasaki; sejam elas acionadas em um atol desabitado no Pacífico – tem consequências desastrosas para o ecossistema.

Mais uma vez, a principal causa das guerras do futuro será se agarrar ao "ouro azul", a água. Portanto, ajudar as pessoas a terem consciência ecológica não é, nem mesmo para as Igrejas, uma opção, mas é – ou deveria ser – um ponto capital do seu anúncio. E, de fato, em algumas Igrejas, o programa JPIC tornou-se proeminente do seu modo de anunciar o Evangelho.

Nesse rastro também está o Papa Bergoglio, que, assumindo o nome de Francisco, quis expressar um compromisso e uma mensagem, a de "cantar as criaturas", bendizendo o Senhor "pelo Irmão Sol, Irmã Lua... e água preciosa e casta". Por isso, não surpreende que ele esteja preparando uma encíclica, dedicada justamente à ecologia.

Podemos ter certeza de que, embora o bispo de Roma irá citar, atualizando-a, a mensagem ecológica do pobrezinho de Assis, ele também levantará o dedo contra a "irresponsabilidade" daqueles que, no mundo político e econômico, ganham lucros gigantescos às custas da ecossustentabilidade da Terra-Mãe e às custas das gerações futuras, que vão se encontrar em um planeta doente e inabitável.

Uma "irresponsabilidade" que, certamente, também é de ateus ou de agnósticos, mas também de pessoas religiosas e até mesmo de cristãos, para os quais o Deus-dinheiro é muito mais importante do que o cuidado amoroso da "aiuola che ci fa tanto feroci" [do canteiro que nos faz tão ferozes], como Dante escreveu profeticamente sete séculos atrás.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Uma encíclica de Francisco sobre a ecologia - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV