Jornalista do SBT apoia grupo que amarrou garoto ao poste no RJ

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • Pornô e sedução em contexto de vida religiosa

    LER MAIS
  • Padres da Caminhada & Padres contra o Fascismo emitem nota de solidariedade à Via Campesina, MST, Dom Orlando Brandes, CNBB e Papa Francisco

    LER MAIS
  • “Devemos conceber o catolicismo de outra maneira”. Entrevista com Anne-Marie Pelletier

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: Jonas | 06 Fevereiro 2014

Nesta terça-feira (4), a jornalista do SBT Rachel Sheherazade aplaudiu em horário nobre a atitude de um grupo que espancou, tirou a roupa e amarrou um jovem negro pelo pescoço num poste no Rio de Janeiro.

A reportagem é publicada pelo jornal Brasil de Fato, 05-02-2014.

Sheherazade disse que a atitude é “até compreensível” por conta da onda de violência que vivemos no Brasil e que, frente a omissão do Estado, resta ao “cidadão de bem” se defender.

O comentário aconteceu por conta de uma foto que circula na internet desde a última segunda-feira (3). Um jovem aparece preso por uma trava de bicicleta, com diversos cortes pelo corpo a orelha cortada. Ele foi acusado de praticar roubos na região.

O caso foi relatado pela coordenadora do Projeto Uerê, Yvonne Bezerra. Após ter encontrado o menor, ela ligou para os bombeiros que o soltaram.  Alvo de críticas, Yvonne, que trabalha com a causa dos direitos humanos desde a década de 80, declarou: “Eu não quero saber se ele é bandidinho ou bandidão, você não pode amarrar uma pessoa no meio da rua. Aquela área do Flamengo teve um aumento muito grande de violência e roubos recentemente. Como as coisas não melhoram, um bando de garotões se juntam e começam a fazer justiça pelas próprias mãos. Sei que tem muita marginalidade e a polícia é ineficaz, mas você não pode juntar um grupo e começar a executar pessoas”.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Jornalista do SBT apoia grupo que amarrou garoto ao poste no RJ - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV