Francisco começará sua viagem à Terra Santa pela Jordânia

Revista ihu on-line

Bioética e o contexto hermenêutico da Biopolítica

Edição: 513

Leia mais

Revolução Pernambucana. Semeadura de um Brasil independente, republicano e tolerante

Edição: 512

Leia mais

Francisco Suárez e a transição da escolástica para a modernidade

Edição: 511

Leia mais

Mais Lidos

  • Pro Pope Francis: carta aberta de apoio ao Papa Francisco

    LER MAIS
  • Papa Francisco: "Ante a escandalosa corrupção e os enormes problemas sociais, o Brasil precisa que seus padres sejam sinal de esperança"

    LER MAIS
  • Carta do Papa Francisco ao cardeal Robert Sarah

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Por: André | 03 Dezembro 2013

Francisco poderá visitar a Terra Santa nos dias 25 e 26 de maio de 2014 e poderá encontrar-se com as autoridades de Israel e da Palestina. O secretário para as Relações com os Estados do vaticano, mons. Dominique Mamberti, anunciou que o giro começará pela Jordânia, informou no sábado passado a agência oficial jordaniana Petra.

A reportagem está publicada no sítio Religión Digital, 30-11-2013. A tradução é de André Langer.

Mamberti, que chegou na sexta-feira, dia 29 de novembro, a Amã, reuniu-se à noite com seu homólogo jordaniano, Naser Yudeh, a quem detalhou os planos do Pontífice sobre uma futura viagem à região.

“O rei Abdullah II estendeu seu convite à Sua Santidade em sua visita ao Vaticano, em agosto. No momento, estão em tramitação as ações para a visita, que poderá acontecer no próximo ano  e começar pela Jordânia”, assinalou Mamberti, segundo a Petra.

O representante diplomático da cúria acrescentou que o Vaticano considera a Jordânia como “parte da Terra Santa e um país que respeita o pluralismo religioso, o que é importante para criar um clima de paz no Oriente Médio”.

Yudeh, por sua vez, acrescentou que suas conversações com Mamberti abordaram também os últimos acontecimentos na região, sobretudo o desenrolar das conversações de paz entre israelenses e palestinos e a posição jordaniana, “que destaca a necessidade de um Estado palestino independente e viável”.

Está previsto que nas próximas semanas chegue a Israel uma delegação do Vaticano para fechar os detalhes e a data da visita.

Francisco, que em numerosas ocasiões expressou sua proximidade ao povo judeu, recebeu nos últimos meses o presidente de Israel, Shimon Peres, e da ANP (Autoridade Nacional Palestina), Abu Mazen.

Em ambas as audiências, expressou-lhes seu firme apoio ao processo de paz (retomado no verão, embora no momento com pouco sucesso) e sua disposição de peregrinar à Terra Santa em 2014.

Por um lado, comemoraria o 50º aniversário da primeira visita papal a Israel, realizada por Paulo VI. Por outro lado, realizaria o seu desejo de chegar antes que o veterano Peres deixa a Presidência, após sete anos no cargo.

Caso se confirme a data da visita, Francisco chegará também no mês escolhido por Bento XVI há quatro anos. Na época, o Papa visitou Jerusalém, Belém (a Basílica da Natividade, sob o controle da ANP) e Nazaré (a Basílica da Anunciação), entre outros lugares santos.

O Papa Francisco receberá na próxima semana o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu. Em sua visita oficial à Itália, reunir-se-á com as autoridades locais e acenderá uma vela de Janucá (a Festa das Luzes do judaísmo) na Grande Sinagoga de Roma.

Um dos momentos mais esperados pela delegação israelense será a primeira reunião de Netanyahu com Francisco, a quem fará o convite formal para visitar o seu país.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Instituto Humanitas Unisinos - IHU - Francisco começará sua viagem à Terra Santa pela Jordânia