Francisco. “Deixem que as crianças me abracem”

Revista ihu on-line

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Mais Lidos

  • Por que o Papa Francisco não tem medo de um cisma

    LER MAIS
  • Os 12% do presidente – em que lugar da sociedade habita o bolsonarista convicto?

    LER MAIS
  • O cardeal Burke inicia a cruzada contra o Sínodo sobre a Amazônia, com base em um documento herético

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

Por: Jonas | 30 Outubro 2013

“Deixem que as crianças se aproximem de mim”. As palavras de Jesus ressoaram fortemente, no último sábado, na praça do Vaticano. Da mesma forma como aconteceu na Quinta-feira Santa ou na Jornada Mundial da Juventude, Francisco voltou a se sentir seduzido pela presença de uma criança que abraçou a sua perna, brincou com sua cruz peitoral e permaneceu ao seu lado durante os quinze minutos que a sua fala durou. Uma autêntica encíclica da proximidade e alegria.

 
Fonte: http://goo.gl/DgehSp  

A reportagem é de Jesús Bastante, publicada no sítio Religión Digital, 29-10-2013. A tradução é do Cepat.

Ocorreu no sábado passado, durante a vigília do Papa com famílias do mundo todo. Francisco tinha acabado de iniciar a sua saudação, quando um pequeno, de uns quatro anos de idade, moreno, vestido com uma calça jeans e uma camiseta amarela com listras, aproximou-se do Pontífice e agarrou fortemente a sua perna. O gesto não passou despercebido por Francisco, que parou o discurso e acariciou com doçura o pescoço e a cabeça do pequeno.

Foi um momento pleno de sorrisos e engraçado, como quando o responsável pela segurança vaticana procurou afastar o garoto com o típico truque do caramelo. O menino, muito esperto, aceitou o doce, mas permaneceu ao lado do Papa, como mais um Guarda Suíço. E quando se cansou, sentou-se na própria cadeira pontifícia.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Francisco. “Deixem que as crianças me abracem” - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV