Zollitsch espera uma “solução imediata e boa” no caso do bispo esbanjador

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Propor vacinação só em março e alcançar no máximo 1/3 da população em 2021 é um crime

    LER MAIS
  • Ailton Krenak: “A Terra pode nos deixar para trás e seguir o seu caminho”

    LER MAIS
  • Covid-19: 'Pandemia no Sul caminha para agravamento sem precedentes', diz epidemiologista

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: André | 18 Outubro 2013

Francisco analisou, nesta quinta-feira, com o presidente da Conferência Episcopal da Alemanha, Robert Zollitsch, o polêmico caso do bispoacusado, na Alemanha, de esbanjamento devido às obras da sua nova e luxuosa residência, cujas contas serão auditadas.

 
Fonte: http://bit.ly/17xH3pL  

A reportagem está publicada no sítio Religión Digital, 17-10-2013. A tradução é de André Langer.

Em breves declarações à imprensa após o término da reunião, Zollitsch não esclareceu o futuro do prelado, mas mostrou-se confiante em que após a conversa desta quinta-feira “todas as partes estão interessadas em uma solução imediata e boa para tranquilizar” a diocese de Limburg (oeste do país) e encontrar uma saída para a difícil situação que atravessa.

A única decisão concreta que adiantou foi que nesta sexta-feira começarão os trabalhos da comissão de investigação criada pela Conferência Episcopal para analisar as contas do bispo Franz-Peter Tebartz-van Elst (na foto) e averiguar também se houve ocultamento de gastos.

O bispo, criticado pelos fiéis por seus modos autoritários, chamou a atenção dos meios de comunicação primeiramente por uma polêmica e luxuosa viagem à Índia.

A polêmica aumentou ao se conhecer que as obras da sua nova residência chegam a 40 milhões de euros, frente aos 5,5 milhões inicialmente anunciados.

O presidente da Conferência Episcopal da Alemanha não estipulou prazo para a investigação e tampouco deu detalhes sobre sua conversa com o Papa Francisco por seu caráter “reservado”, embora tenha feito referência à vigência do voto de pobreza na Igreja.

O bispo Tebartz-van Elst também se encontra em Roma, para onde viajou em um voo “low-cost”, mas não previu até o momento nenhum encontro oficial com o Papa no Vaticano.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Zollitsch espera uma “solução imediata e boa” no caso do bispo esbanjador - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV