Manifestantes invadem Arena Pantanal durante visita de secretário da Fifa

Revista ihu on-line

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Mais Lidos

  • Vandana Shiva: “Temos de destruir o mito de que a tecnologia é uma religião que não pode ser questionada”

    LER MAIS
  • III Jornada Mundial dos Pobres: o papa almoçará com 1500 convidados

    LER MAIS
  • “Em um Brasil deserto de lideranças, Lula vai fazer a festa”, afirma o cientista político Jairo Nicolau

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

Por: Cesar Sanson | 09 Outubro 2013

Um protesto surpreendeu nesta terça-feira (8) a comitiva da Fifa e do governo federal que foi à Cuiabá inspecionar as obras da Arena Pantanal. Pouco antes de o secretário-geral da entidade máxima do futebol, Jérôme Valcke, e o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, visitarem o estádio, cerca de cem manifestantes invadiram o canteiro de obras com faixas e cartazes.

A reportagem é publicada pelo portal Uol, 08-10-2013.

Quando a comitiva chegou, foi recebida com palavras de ordem pelos manifestantes dentro da arena. Os manifestantes pediram mais investimento em saúde e educação. Alguns dos participantes do protesto chegaram a pichar a arquibancada em construção da Arena Pantanal com as frases: “Copa pra quem?” E “- Copa + Educação”.

A Polícia Militar foi chamada a intervir mas, até às 12h30, os manifestantes permaneciam dentro do canteiro de obras da Arena Pantanal e a situação era tranquila, de acordo com a PM.

Os manifestantes não chegaram a entrar na sala onde o governador do Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB), e as autoridades da Fifa concediam entrevista coletiva. Segundo a Secopa-MT (Secretaria Extraordinária da Copa no MT), o protesto foi organizado por professores, que estão em greve.

O governador Barbosa disse que respeita o movimento dos professores, que foi pacífico, e lembrou que o piso salarial do Mato Grosso é maior do que o piso nacional.

O protesto em Cuiabá começou por volta das 8h, no canteiro de obras de um viaduto na Avenida do CPA, e seguiu até a Arena Pantanal. Os manifestantes traziam faixas e cartazes do Sintep (Sindicato dos Profissionais da Educação de Mato Grosso) e do Comitê Popular da Copa de Cuiabá.

Além de Valcke e Rebelo, participaram da visita os ex-jogadores Ronaldo e Bebeto, membros do COL (Comitê Organizador Local). A viagem é uma inspeção no andamento das obras dos estádios. Na segunda-feira (7), estiveram em Porto Alegre, no Beira-Rio.

Após visitar as obras em Cuiabá, Valcke afirmou que a Arena Pantanal será concluída até dezembro. Ele, mais uma vez, ratificou que a Copa do Mundo de 2014 será disputada em 12 cidades-sede. Segundo o secretário da Fifa, não há chance de uma capital ser excluída do torneio. “Pela última vez, a Copa de 2014 ocorrerá em 12 sedes”, disse.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Manifestantes invadem Arena Pantanal durante visita de secretário da Fifa - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV