Geração Y é menos dependente de carro, expõe pesquisa

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • "Nunca, nunca encobrir a realidade. Dizer sempre: 'É assim'”. Papa Francisco recebe a redação da revista jesuíta Aggiornamenti Sociali

    LER MAIS
  • O aumento da pobreza na América Latina submergente

    LER MAIS
  • Um estranho casamento: neoliberalismo e nacionalismo de direita

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

20 Setembro 2013

Dados de uma pesquisa divulgada no início de 2013 pela empresa norte-americana de compartilhamento de carros Zipcar revelam que o perfil das novas gerações quando se trata de uso e preferência pelo carro como meio de transporte é bastante diferente das anteriores.

A reportagem foi publicada pelo portal Akatu, 01-04-2013.

A pesquisa online teve a participação de 1.015 pessoas, das quais 980 eram motoristas habilitados e 303 faziam parte da geração conhecida como “Y” ou “Millennials”, como são chamados os jovens de 18 a 34 anos. De acordo com o material, 44% dos jovens da geração Y tem optado conscientemente por dirigir menos, preferindo outras alternativas de locomoção, como caminhada, bicicleta, transporte público, sistemas de carona ou uso compartilhado de carro.

Quando o assunto era a preocupação ambiental como motivo para a escolha de meios alternativos ao carro, a taxa se manteve alta, em 43%. O alto custo relacionado à posse de um automóvel também foi bastante lembrado pela maioria dos integrantes do grupo. Chama a atenção a predisposição dos jovens, em torno de 57%, em deixar de usar o carro caso houvesse outras opções de transporte disponíveis em suas proximidades.

Um dos dados mais interessantes obtidos pelo levantamento é que, quando perguntados sobre qual tecnologia causaria maior prejuízo pessoal se não pudesse ser utilizada, o carro apareceu depois de itens como celular e computador, e ficou na frente apenas da televisão. O resultado obtido impressiona ainda mais quando comparado ao de outras faixas etárias: as pessoas acima de 34 anos ainda priorizam o carro mais do que qualquer dos outros três itens do questionário, principalmente as que têm mais de 54 anos. Ou seja, há uma diferença expressiva entre o comportamento dos mais velhos e o dos jovens de hoje quanto ao uso e apreço pelo automóvel.

Considerando opções variadas de transporte, como transporte público, bicicletas, carona solidária e aluguel de carros, versus o uso de carro próprio, a pesquisa também concluiu que aplicativos tecnológicos integrados a meios de transporte alternativos tendem a facilitar o uso e preferência pelos mesmos, contribuindo também para a diminuição da frequência com que esses jovens costumam dirigir.

Um olhar sobre o carro compartilhado

Deixar o carro pessoal em segundo plano é um hábito que tende a ganhar cada vez mais espaço na sociedade contemporânea, principalmente nas grandes cidades, onde as condições de mobilidade precisam caminhar para soluções mais inteligentes e sustentáveis. O que não significa que o uso do automóvel não tenha mais espaço, ou não possa ser repensado para atender a esses objetivos. Como, por exemplo, por meio de seu uso compartilhado, conforme apontou a pesquisa realizada pela Zipcar.

A mobilidade deve sempre considerar o meio de transporte utilizado e o tipo de uso que se faz dele, pois há opções mais adequadas para cada contexto e para as condições de transporte existentes nas diferentes localidades. Isso pode ser feito de muitas maneiras. Um exemplo interessante que reforça essa tendência, por exemplo, são as empresas que facilitam que os donos aluguem os próprios carros em São Francisco, nos Estados Unidos, promovendo o consumo colaborativo e compartilhado e dando um melhor uso para um bem que já possuem.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Geração Y é menos dependente de carro, expõe pesquisa - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV