Padre irlandês convida Igreja a examinar a ligação entre celibato e abusos sexuais

Revista ihu on-line

Veganismo. Por uma outra relação com a vida no e do planeta

Edição: 532

Leia mais

Etty Hillesum - O colorido do amor no cinza da Shoá

Edição: 531

Leia mais

Missões jesuíticas. Mundos que se revelam e se transformam

Edição: 530

Leia mais

Mais Lidos

  • O melhor professor do mundo é Peter, franciscano do Quênia

    LER MAIS
  • Bolsonaro estimula celebração do golpe militar de 1964; generais pedem prudência

    LER MAIS
  • Líder de movimento social é assassinada no Pará

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

11 Setembro 2013

Um padre ameaçado com a excomunhão pediu que a Igreja Católica debata abertamente se o celibato clerical tem contribuído para o número de clérigos que abusaram de crianças.

A reportagem é de Sarah MacDonald, publicada no sítio do jornal Irish Independent, 09-09-2013. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

O padre Tony Flannery – cofundador da Associação dos Padres Católicos, que tem mais de 1.000 membros – disse que as vidas individuais solitárias que os padres levam resultam em uma luta "inevitável" em torno da sexualidade.

O padre Flannery foi suspenso do ministério e ameaçado com a excomunhão pelo Vaticano devido ao seu posicionamento sobre o celibato clerical obrigatório, a contracepção e a ordenação de mulheres. Ele é um dos primeiros padres a questionar publicamente a possível ligação entre celibato e abuso clerical.

Ele fez seus comentários em uma entrevista com o jornal Irish Independent antes do lançamento, na última quinta-feira, do seu novo livro, A Question of Conscience [Uma questão de consciência].

É o primeiro relato público por parte de um padre censurado sobre como a Congregação para a Doutrina da Fé do Vaticano lida com os clérigos dissidentes.

Em seu livro, ele descreve a "posição exaltada" do celibato clerical como uma "reminiscência da misoginia" que está provocando muitos danos para a humanidade dos padres.

"A Igreja Católica na Irlanda parece acreditar que enfrentou os problemas de abuso sexual clerical estabelecendo estruturas para proteger as crianças", disse o padre redentorista de 66 anos.

Mas ele também alerta: "Ninguém dentro da Igreja oficial olhou para as questões mais profundas e fez seriamente a pergunta sobre por que tantos padres e religiosos fizeram essas coisas, porque isso levanta questões fundamentais sobre o estilo de vida dos padres".

"Será que eles podem dizer com algum grau de definitividade – questiona ele – que o fato de que tantos padres abusaram de crianças não está conectado ao celibato, ao clericalismo e a todo o estilo de vida que um padre é forçado a viver hoje? Eu não acho que eles possam, e até o momento em que as autoridades da Igreja enfrentem discutam e investiguem seriamente isso, o problema não vai desaparecer".

Ele disse que os padres têm sido forçados a viver sozinhos em casas grandes e velhas, onde foram isolados, sem qualquer empatia humana real em suas vidas.

Mais pesquisas

Ele questionou se esses fatores fizeram com que alguns sacerdotes "se voltassem para crianças como meios sexuais".

Pedindo que se façam mais pesquisas, ele advertiu que enquanto essas "enormes questões" não forem enfrentadas pela Igreja, as provisões de salvaguarda irão "simplesmente tapar as rachaduras".

Separadamente, a diretora da editora católica Veritas disse que ainda não tomou nenhuma decisão sobre se vai vender o novo livro do padre Flannery.

Em uma declaração ao Irish Independent, Maura Hyland, diretor da Veritas, disse: "Isso não é incomum já que o livro ainda não está disponível".

Correspondências da Veritas aos editores, às quais o Irish Independent teve acesso, referem-se ao livro como "controverso", embora reconheçam que "ele venderia bem".

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Padre irlandês convida Igreja a examinar a ligação entre celibato e abusos sexuais - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV