Aumento de temperatura prejudicará mais a população pobre

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • "Celebrar a vida em abundância": o desejo dos católicos e católicas LGBT+ no Brasil

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


10 Setembro 2013

O aumento da temperatura no país nas próximas décadas, com ondas de calor mais fortes e chuvas mais acentuadas em um espaço de tempo mais curto, vai provocar fenômenos meteorológicos que vão prejudicar mais fortemente a população pobre. A constatação é de Eduardo Assad, coordenador de grupo de pesquisa de mudanças climáticas da Embrapa. Ao falar ontem, durante a 1ª Conferência Nacional de Mudanças Climáticas Globais, em São Paulo, Assad disse que ocorrerão mais deslizamento de terras, enchentes e perda de volume das bacias hidrográficas que abastecem os grandes centros nas próximas décadas. A região costeira brasileira, populosa, também vai sofrer com o aumento das ressacas marítimas e dos ventos causados pelo mar mais aquecido.

"O Brasil precisa de ações propositivas e estruturantes para diminuir a emissão de gases que provocam o efeito estuda. Eu vou sofrer um pouco com as mudanças assim como alguns produtores, mas quem vai sofrer mais com os eventos mais extremos será a população desassistida", disse Assad.

A reportagem é de Rodrigo Pedroso e publicada pelo jornal Valor, 10-09-2013.

Assad também apresentou dados mostrando que bacias de rios serão afetadas no futuro pelo aumento da temperatura. A estimativa média para as bacias de todos os rios do Norte e do Nordeste do país é de redução de 20% no volume de água. "A maior dúvida é onde vai chover mais, onde vai chover menos. A incerteza em cima dos recursos hídricos é grande", disse Assad.

No Norte, Nordeste e Centro-Oeste, com um regime de chuvas mais seco, a tendência é de diminuição do volume dos rios. No Sul e Sudeste, o índice pluviométrico deve aumentar. A bacia Paraná-Prata terá aumento de 40% no volume de água. "Precisa ser rediscutida a avaliação de políticas públicas no país com esses dados novos. Estamos começando a ver coisas mais claras do que víamos há 10 anos", afirmou Assad.

As políticas públicas também precisam considerar que, até agora, o impacto das ações do homem sobre o território brasileiro provocou situações distintas. Na média, um terço do território brasileiro foi modificado em relação a sua formação original. A fatia que sofreu modificação pela ação humana, contudo, é desigual, de acordo com a professora da UNB, Mercedes Bustamante. A maior parte do território "intocado" está no bioma amazônico.

A Amazônia, segundo levantamento mostrado pela professora, teve 15% de seu território original modificado.

A Mata Atlântica, que possui maior densidade populacional, teve 88% de sua cobertura vegetal nativa transformada de alguma forma.

O Pantanal e os Pampas foram modificados em 15% e 59%, respectivamente.

A Caatinga, no Nordeste, teve 44% da vegetação modificada. O bioma é o que precisa ser mais conservado atualmente, segundo Mercedes. "A restauração da Caatinga produz um dos impactos mais profundos para tratar do problema de escassez de água do semi-árido", diz.

As políticas públicas, para serem eficientes, precisam contemplar o setor privado, defendeu a professora. "Se não inserirmos o gestor privado ou agrícola no controle territorial, não conseguiremos muita coisa em termos de conservação e diminuição de impactos climáticos. No Brasil, hoje, a maior parte da terra está em mãos privadas", disse.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Aumento de temperatura prejudicará mais a população pobre - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV