A mensagem de força do jejum

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • O declínio da Teologia da Libertação: uma releitura de 'O novo rosto do clero' de Agenor Brighenti

    LER MAIS
  • Biden e o Papa – a lista negra da Igreja nos Estados Unidos e o futuro do catolicismo. Artigo de Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • Liturgia e sinodalidade. Questões-chave

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


05 Setembro 2013

O jejum é uma prática ascética comum a todas as religiões, uma praxe vivida já por Israel, reproposta por Cristo, acolhida pela tradição eclesial e que desenvolve a função basilar de fazer-nos saber qual é a nossa fome, de que vivemos, de que nos nutrimos.

O texto é de Enzo Bianchi, monge italiano, e publicado pelo jornal La Stampa, 04-09-2013. A tradução é de Benno Dischinger.

Com o jejum nós aprendemos a conhecer e a ordenar os nossos tantos apetites através da moderação do apetite fundamental e vital: a fome. Aprendemos, assim, a disciplinar as nossas relações com os outros, com a realidade externa e com Deus, relações sempre tentadas por voracidade.

O jejum é ascese da necessidade e educação do desejo. Quando jejuamos somos impelidos a discernir a qualidade do nosso agir, as consequências dos nossos atos, a violência que inserimos nas nossas relações. Para o cristão é, depois, a confissão de fé feita com o corpo, pedagogia que conduz a totalidade da pessoa à adoração de Deus, memória inserida no próprio corpo de nosso viver não só de pão, mas de toda palavra que sai da boca de Deus.

Por isso, em horas particularmente decisivas e críticas, a Igreja exorta os cristãos a jejuar para “pensar diante de Deus” as ocorrências cotidianas para purificar as próprias convicções e converter-se, de modo a escolher sempre em favor da vida.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

A mensagem de força do jejum - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV