Paolo Dall'Oglio, padre jesuíta, sequestrado na Síria

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • O Papa doa aos pobres um prédio de luxo a poucos passos de São Pedro

    LER MAIS
  • Arautos do Evangelho. Vaticano retoma a intervenção

    LER MAIS
  • Diálogo de surdos: Esquerda e direita falam só para bolhas de convertidos

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

30 Junho 2013

Segundo a Reuters, padre Paolo Dall'Oglio, jesuíta, opositor do regime de Assad, teria sido sequestrado por um grupo que se denomina Estado Islâmico do Iraque e do Levante, enquanto passeava nas estradas de Raqqa, cidade sob o controle dos rebeldes.

A informação é publicada pelo portal do jornal italiano La Repubblica, 29-07-2013.

Um grupo de milicianos ligados à al Qaeda no Iraque teria raptdao o padre italiano, jesuíta Paolo Dall'Oglio, na cidade de Raqqa, controlada pelas forças rebeldes. Dall'Oglio é conhecido por ser contrário ao regime de Damasco, tanto que foi expulso da Síria no ano ano passado. Segundo fontes da oposição, o grupo que o sequestrou se chama Estado Islâmico do Iraque e do Levante e teria raptado o padre enquanto caminhava pelas estradas de Raqqa.

Paolo Dall'Oglio (foto), nascido em Roma, tem 58 anos, é conhecido por ser o fundador, nos anos 1980, do mosteiro católico siríaco Mar Musa (Mosteiro de São Moisés, o Abissínio), no deserto ao norte de Damasco. Dall'Oglio é fortemente comprometido no diálogo interreligioso com o mundo islâmico. O seu ativismo originou o ostracismo do governo sírio que o expulsou durante o sufocamento dos protestos populares deflagrados em 2011, no dia 12 de junho de 2012.

Dall'Oglio entrou na Companhia de Jesus em 1975. Ele fez o noviciado na Itália, antes de começar os estudos universitários em Beirute, capital do Líbano. Em 1982, descobriu os muros do mosteiro de São Moisés, o Etíope, e lá ficou para um retiro espiritual do mundo num local de grande solidão religiosa. Em 1984, Dall'Oglio, ordenado sacerdote do rito siríaco católico decidiu reconstruir os muros do mosteiro. Em 1992 fundou uma comunidade monástica ecumênica mista, a comunidade al-Khalil que promove o diálogo islâmico-cristão.

Veja também:

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Paolo Dall'Oglio, padre jesuíta, sequestrado na Síria - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV