Copa do Mundo. Para quem e para quê?

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • “O risco que eu estou correndo é cada vez maior, e a responsabilidade vocês sabem de quem é”, denuncia padre Júlio Lancellotti

    LER MAIS
  • A nova encíclica de Francisco nascida do diálogo com o Islã e do Covid. Artigo de Alberto Melloni

    LER MAIS
  • Padre Julio Lancellotti recebe novas ameaças após ataques virtuais de deputado

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


10 Junho 2013

Enquanto governos e patrocinadores enaltecem a realização dos megaeventos no Brasil, um contingente de milhares de brasileiros, em grande parte composto por pessoas em situação de vulnerabilidade social, vem sofrendo as mais variadas violações de direitos humanos.

É neste contexto que se inicia no próximo sábado, em Brasília, a Copa das Confederações, um evento que será um ensaio para o mundial de futebol, que ocorrerá em 2014 no Brasil.

Para debater a realização de megaeventos, como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, a revista IHU On-Line desta seman entrevistou uma série de especialistas e representantes dos Comitês Populares da Copa do Mundo espalhados por todo o país.

Participam desta edição Orlando Alves dos Santos Jr., pesquisador e integrante da Rede Observatório das Metrópoles, Arlei Damo, doutor em antropologia social e professor na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Roberto Liebgott, vice-presidente do Conselho Indigenista Missionário – CIMI do Rio Grande do Sul, Paulo Lemos, advogado, ouvidor-geral da Defensoria Pública do Estado de Mato Grosso e presidente do Colégio de Ouvidorias das Defensorias Públicas do Brasil e os seguintes representantes dos Comitês Populares da Copa: Cláudia Favaro, de Porto Alegre, RS, Júlia Ávila Franzoni, de Curitiba, PR, Caio Bruno de Oliveira Barbosa, de Cuiabá, MT, Argemiro Ferreira de Almeida, de Salvador, BA, Eloisa Varela Cardoso de Arruda, de Natal, RN, e Vasconcelos Filho, de Manaus, AM.

Completam a edição as seguintes entrevistas com Carlos Mendoza-Alvarez, teólogo mexicano, Lúcio Flávio Ribeiro Cirne, professor da Universidade Católica de Pernambuco – Unicap e autor do livro, recém lançado, Espaço da Coexistência – Uma visão interdisciplinar de ética socioambiental, Hugo Langone, tradutor do livro A pomba escura. O sagrado e o secular na era moderna, de Eugene Webb, recentemente publicada, e Fábio Corrêa Souza de Oliveira, professor da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, que estará nesta segunda-feira, dia 10-06-2013, proferindo a conferência “Novas tecnologias, ecologia profunda e novos direitos”, que integra o I Seminário do XIV Simpósio Internacional IHU – revoluções tecnocientíficas, culturas, indivíduos e sociedades. A modelagem da vida, do conhecimento e dos processos produtivos na tecnociência contemporânea, que ocorrerá de 21 a 24 de outubro de 2014 na Unisinos.

A experiência de Damian Stepacher como voluntário na Copa do Mundo de 2010 na África do Sul e seus e seus preparativos para trabalhar no Mundial do Brasil, é tema da reportagem que a revista IHU On-Line publica semanalmente.

A revista IHU On-Line estará disponível, nesta página, nas versões html, PDF e “versão para folhear”, nesta segunda-feira, a partir das 16h.

A versão impressa circulará, terça-feira, no campus da Unisinos a partir das 8h.

A todas e a todos uma ótima semana e uma excelente leitura!

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Copa do Mundo. Para quem e para quê? - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV