Compartilhar Compartilhar
Aumentar / diminuir a letra Diminuir / Aumentar a letra

Notícias » Notícias

Perto de comemorar seu dia, povos indígenas sofrem duro golpe

Perto de comemorar seu dia, no próximo 19 de abril, os povos indígenas sofreram um duro golpe: o presidente da Câmara, deputado Henrique Alves (PMDB-RN), assinou ato de criação da Comissão Especial encarregada de oferecer um parecer à Proposta de Emenda à Constituição (PEC 215/2000), que transfere do Executivo para o Legislativo a competência pela demarcação de terras tradicionalmente ocupadas pelos povos indígenas.

A reportagem é do sítio Página da Notícia, 15-04-2013.

Quem denuncia é o coordenador da Frente Parlamentar de Apoio aos Povos Indígenas, deputado Padre Ton (PT-RO), não apenas lamentando o ato de Alves mas especialmente o fato de o líder de seu partido na Câmara, deputado José Guimarães (CE), ter subscrito o Requerimento 7454, de 9 de abril último, de autoria do tucano Nilson Leitão (MT), pedindo a instalação da Comissão Especial.

“O líder Guimarães não poderia fazer isso com os mais de 50 petistas que integram a Frente, determinados a evitar que as terras indígenas sejam postas definitivamente no mercado fundiário, atendendo interesses dos deputados ruralistas. Reconheço as atribuições do líder e compromisso que possa decorrer dessa condição com os demais partidos, mas deveria ter havido diálogo com a Frente antes de uma decisão dessa”,  reclama Padre Ton.

Para o deputado, que na terça-feira (16) pela manhã recebe 600 lideranças indígenas que chegam a Brasília para a Mobilização Nacional em Defesa dos Territórios Indígenas, a criação da Comissão Especial próxima ao Dia do Índio “é um presente de grego”, mas a Frente continuará atuando para evitar que a PEC 215 chegue ao Plenário. 

“A Frente e o movimento indígena consideram a PEC 215 inconstitucional, por isso vamos agir para impedir sua votação. A correlação de forças é desigual, o governo não se manifesta, mas continuaremos lutando para que a competência pela demarcação das terras indígenas continue com o Executivo. Para nós está muito claro que a bancada ruralista quer avançar sobre as terras indígenas”, diz o deputado.  

A criação da Comissão Especial estava pendente desde abril do ano passado. A Frente teve sucesso em impedir a criação da Comissão durante a gestão do presidente Marco Maia (PT-RS), que negou diversos requerimentos de deputados ruralistas pedindo a instalação ou colocação da PEC 215 em votação no Plenário. Produtores rurais, os deputados Luis Carlos Heinze (PP-RS) e Arthur Lira (PP-AL) estão entre os que apresentaram pedidos.

Há um ano, com os votos contrários dos deputados Luiz Couto (PT-PB) e Anthony Garotinho (PMDB-RJ), a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC) admitiu a PEC 215, e o parecer favorável à matéria foi publicado no Diário da Câmara em 25 de abril.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Cadastre-se

Quero receber:


Refresh Captcha Repita o código acima:
 

Novos Comentários

"Se é verdade que houve um erro em expor-se um animal selvagem no episódio aqui relatado, também ..." Em resposta a: 'Erramos', diz Rio 2016 após morte de onça presente em tour da Tocha
"Estou de acordo com os professores.Quem tem direito as terras são os índios, não que sejam dono d..." Em resposta a: Acadêmicos do MS exigem punição para assassinos de Guarani Kaiowá
"Gostei, pois é assim que Igreja católica com seu espírito de supremacia gosta de se referir as Ig..." Em resposta a: A Igreja Católica Romana não é Igreja, afirma sínodo da Igreja ortodoxa

Conecte-se com o IHU no Facebook

Siga-nos no Twitter

Escreva para o IHU

Adicione o IHU ao seus Favoritos e volte mais vezes

Conheça a página do ObservaSinos

Acompanhe o IHU no Medium