Santa Sé dá o "placet" definitivo à Universidade dos Legionários de Cristo em Roma

Revista ihu on-line

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

Etty Hillesum - A resistência alegre contra o mal

Edição: 534

Leia mais

Etty Hillesum - A resistência alegre contra o mal

Edição: 534

Leia mais

Mais Lidos

  • Papa Francisco entrega sua cruz peitoral à comunidade de Brumadinho

    LER MAIS
  • "Vamos guardar o pessimismo para tempos melhores". Entrevista com Frei Betto

    LER MAIS
  • A opção Mourão: Kant contra Bolsonaro

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

Por: Jonas | 06 Novembro 2012

A Congregação dos Legionários de Cristo informou que o Vaticano aprovou, de forma definitiva, os estatutos de sua universidade romana dedicada às ciências eclesiásticas, o Ateneu Pontifício Regina Apostolorum.

A reportagem é publicada no sítio Religión Digital, 03-11-2012. A tradução é do Cepat.

Nas vésperas do vigésimo aniversário da fundação dessa casa de estudos (que será celebrado em 2013), a Congregação para a Educação da Santa Sé concedeu o decreto de aprovação, que tem a data de 6 de agosto, mas cuja existência ficou conhecida agora.

Como explicou o sacerdote e reitor, Pedro Barrajón, a Universidade passou a existir no dia 15 de setembro de 1993, graças ao apoio do papa João Paulo II, sendo o último ateneu pontifício erigido em Roma.

O Regina Apostolorum foi um dos projetos mais desejados pelo fundador dos Legionários de Cristo, Marcial Maciel Degollado, que durante anos ocupou o posto de Grão-Chanceler do mesmo.

No momento de seu maior poder, Maciel, agora lembrado por sua “dupla vida” e seus crimes (incluindo abusos sexuais contra menores), mobilizou muitos dos recursos à sua disposição para tornar a abertura do Ateneu uma realidade. E conseguiu isto, especialmente, graças ao decidido apoio do então “número dois” do Vaticano e secretário de Estado, cardeal Angelo Sodano.

Essa ajuda foi agradecida pelo próprio fundador dos Legionários, na terça-feira do dia 11 de novembro de 2003, numa cerimônia em razão do décimo aniversário da Universidade, na qual o purpurado ditou a conferência “A civilização do amor”.

“O padre Maciel dirigiu uma saudação ao cardeal Sodano em nome de toda a comunidade acadêmica, agradeceu-lhe o suporte que favoreceu a realização deste projeto, desde o seu início até o presente, e lhe ofereceu um resumo dos frutos alcançados”, reportou uma reportagem daquele evento.

O aval do secretário de Estado foi determinante para que a Legião de Cristo conseguisse a autorização para constituir esse centro de estudos, algo que se concede apenas para uma elite de comunidades religiosas.

Em certo sentido, o reitor Barrajón confirmou isto ao se referir, numa entrevista publicada pelo sítio da congregação, às dificuldades que significou estabelecer esse centro educativo: “O itinerário de aprovação de nosso Ateneu foi trabalhoso, no sentido de que é preciso demonstrar sua necessidade, que existe um corpo de professores suficientemente preparado, que terá alunos”, indicou. “Quando foi aprovado, a Santa Sé acreditou que a Legião, a quem era confiado, estava preparada para realizar esta importante missão porque, obviamente, não se concede a aprovação de um Ateneu Pontifício por bondade, pois a congregação ou a instituição que o apoia possuem uma grande responsabilidade”, acrescentou.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Santa Sé dá o "placet" definitivo à Universidade dos Legionários de Cristo em Roma - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV