Dilma é responsável pelos apagões, diz ex-diretor da Petrobrás

Revista ihu on-line

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Mais Lidos

  • 23 razões para participar da Greve Climática desta sexta-feira

    LER MAIS
  • Cisma: uma noção que mudou ao longo dos séculos. Artigo de Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • Vozes que desafiam. Etty Hillesum, a mística da resistência e do enfrentamento ao ódio

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

27 Outubro 2012

O ex-diretor de Gás e Energia da Petrobrás, Ildo Sauer, afirmou em entrevista à Rádio Estadão-ESPN que Dilma Rousseff é a "principal responsável pelos recentes apagões no Norte e Nordeste do País e foi premiada com a Presidência da República". Ele explicou que a presidente falhou ao não implementar o Plano Nacional de Energia quando era Ministra de Minas e Energia, em 2003, no início do governo Lula.

A reportagem é de Bárbara Ferreira Santos e Fernanda Nunes e publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo, 27-10-2012.

Sauer fez parte da equipe que planejou a revisão na estrutura de organização, gestão e planejamento do sistema elétrico, durante o primeiro ano do governo Lula. Para ele, os apagões estão demonstrando que o planejamento no setor é deficiente e que a gestão está com dificuldade. "Se o sistema de proteção está adequadamente instalado, com manutenção preventiva centrada em qualidade, não poderia ocasionar a derrubada de 5 ou 6 linhas", afirmou.

Ele afirma que houve falhas de manutenção e resolução de emergências. O problema no setor, diz Sauer, é a grande quantidade de empresas e órgãos responsáveis por monitorá-lo, o que causa falhas na manutenção e na resolução de emergências.

Tarifas

A recorrência de apagões demonstra falhas de manutenção no sistema de transmissão de energia, avalia o diretor da Coppe/UFRJ, Luiz Pinguelli Rosa. E a situação poderá piorar, com o plano de redução da tarifa de energia do governo: "A redução da tarifa poderá agravar, no sentido de comprometer capacidade das empresas de investir em engenharia. A manutenção do sistema é muito cara."

A avaliação de Pinguelli, que presidiu a Eletrobrás no governo Lula, é que a repetição dos episódios de apagão demonstra que há falhas não só na manutenção das linhas, como na previsão das ocorrências. "É uma questão técnica, que não tem qualquer semelhança com os apagões por falta de geração que ocorreram no passado", ressaltou.

Já o diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura, Adriano Pires, é mais enfático em suas críticas à gestão do setor elétrico, direcionadas à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

"O governo se dedicou muito a aumentar a oferta de energia e esqueceu que para a energia chegar ao consumidor precisa ser transportada e distribuída. Não está havendo melhoria dos equipamentos. Não estão sendo construídas linhas novas", disse. Ele alerta para o risco de o problema piorar no futuro com a instalação de novas usinas no Norte e Nordeste, longe dos principais centros de consumo, o que, em sua opinião, irá sobrecarregar ainda mais o sistema.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Dilma é responsável pelos apagões, diz ex-diretor da Petrobrás - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV