Produção de petróleo crescerá 40% no Brasil

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Cardeal Gracias: a Igreja deve abandonar o “preconceito” contra a liderança feminina

    LER MAIS
  • O encontro histórico entre Greta Thunberg e Malala Yousafzai

    LER MAIS
  • Impeachment de Dilma abriu a ‘caixa de Pandora’ que hoje legitima o machismo

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

17 Outubro 2012

A produção brasileira de petróleo deve crescer 800 mil barris por dia até 2017. A projeção foi anunciada ontem em Paris pela Agência Internacional de Energia (AIE). Segundo o "Relatório de Mercado de Médio Prazo 2012", o avanço do Brasil será o terceiro mais expressivo entre os países de fora da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

A informação é do jornal O Estado de S. Paulo, 13-10-2012.

"O Brasil vai adicionar 0,8 milhão de barris por dia, em sua maioria em águas profundas", disse o diretor de mercados energéticos da AIE, Keisuke Sadamori, ao apresentar o documento por teleconferência. Em agosto, segundo a Agência Nacional de Petróleo (ANP), o Brasil produziu 2,006 milhões de barris por dia. Pelas projeções da AIE, a extração diária deve crescer cerca de 40% em cinco anos.

Fora da Opep, o aumento da extração no Brasil está atrás do Canadá (produção adicional de 1,1 milhão de barris/dia) e dos Estados Unidos (3,3 milhões de barris/dia até 2017). A entidade diz que essa recuperação dos EUA e do Canadá e o avanço brasileiro compõem um cenário de mudança no jogo de forças na oferta de petróleo. "Para os próximos cinco anos, haverá importante reequilíbrio no aumento de produção dos países de fora da Opep, com as Américas responsáveis pela vasta maioria desse incremento", cita o documento.

"Além dos EUA e do Canadá, o pré-sal brasileiro e a Colômbia devem contribuir", diz o texto, ao comentar que países da antiga União Soviética devem perder fôlego na alta de produção.

Entre os tradicionais fornecedores de petróleo, a agência prevê que o Iraque deve liderar o aumento da extração com cerca de 2 milhões de novos barris por dia até 2017. Líbia e Emirados Árabes vão contribuir com cerca de 1,3 milhão de barris e 900 mil barris/dia, respectivamente.

De volta às Américas, a AIE cita que a Venezuela, país que faz parte da OPEP, deve apresentar "crescimento marginal na produção". "O País não deve superar os desafios no período, mesmo com eventual mudança no poder político", cita o documento. No domingo, a Venezuela reelegeu o presidente Hugo Chávez.

Demanda

A AIE reduziu a previsão de crescimento da demanda por petróleo em 2012, na medida em que o quadro econômico cada vez mais sombrio continua pressionando o consumo. A agência revisou seu prognóstico de crescimento da demanda global de petróleo para 700 mil barris por dia neste ano. O prognóstico atual representa cerca de metade do aumento da demanda que a agência previa há um ano para 2012.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Produção de petróleo crescerá 40% no Brasil - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV