Após confronto, empresa ameaça demitir mineiros que fazem greve

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Nota de apoio ao Padre Edson Adélio Tagliaferro. Mais de cem padres já assinaram

    LER MAIS
  • Bem comum e justiça social: agora mais do que nunca. Manifesto de mais 110 bispos, arcebispos e cardeais

    LER MAIS
  • Aquele vírus entre Darwin e Marx

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


20 Agosto 2012

A mineradora Lonmin ameaçou ontem demitir cerca de 3.000 funcionários em greve na África do Sul, caso eles não retornem ao trabalho hoje.

A notícia é publicada pelo jornal Folha de S. Paulo, 20-08-2012.

A declaração foi feita no mesmo dia em que o presidente do país, Jacob Zuma, decretou uma semana de luto pelos 44 mineiros mortos em confrontos com a polícia durante protestos na última semana, na mina de Marikana, a noroeste de Johannesburgo.

Desses, 34 morreram em um único dia de confronto com a polícia, que alegou ter atirado em legítima defesa. O governo prometeu investigar.

"A nação está em choque e sofrendo", afirmou Zuma em nota. "Precisamos refletir nesta semana na santidade da vida humana. Precisamos evitar acusações e recriminação. Precisamos nos unir contra a violência."

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Após confronto, empresa ameaça demitir mineiros que fazem greve - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV