Compartilhar Compartilhar
Aumentar / diminuir a letra Diminuir / Aumentar a letra

Notícias » Notícias

Petrobrás oculta vazamento no Golfo do México

A Petrobrás se envolveu em um incidente no Golfo do México no domingo, mas ocultou o fato de seus acionistas e da imprensa. Segundo dados da Guarda Costeira dos Estados Unidos, houve um vazamento de 1,7 mil litros de tolueno (um solvente) e 3,7 mil litros de inibidor asfáltico, substância que a Petrobrás não diz do que se trata.

A informação é publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo, 13-06-2012.

O incidente ocorreu por volta de 12h30 de domingo, a 2,7 mil metros de profundidade, no Campo de Chinook e levou a Petrobrás a abrir sindicância para apurar as causas do ocorrido. Segundo a empresa, "foi detectado pequeno vazamento de fluido hidráulico, durante o comissionamento do sistema submarino".

Segundo David Zee, professor de Oceanografia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), a região sofre com o acúmulo de outros vazamentos e, ainda que em pequena dimensão, o incidente da Petrobrás deveria ter sido notificado publicamente e a empresa precisaria ter adotado medidas para compensar a fauna marinha.

De acordo com o professor, o tal inibidor asfáltico indica algo com "propriedades químicas bem agressivas".

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Cadastre-se

Quero receber:


Refresh Captcha Repita o código acima:
 

Novos Comentários

"A ler absolutamente..." Em resposta a: O Programa Terra Legal e o caos fundiário na Amazônia
"Parabenizo o prof. Baltasar(amigo de luta na nobre causa) pela disponibilidade de comentários sobre..." Em resposta a: Agroecologia. Passado, presente e futuro. Entrevista especial com Manoel Baltasar Baptista da Costa
"A REPORTAGEM MOSTRA A FACE BRILHANTE E HUMANA DO SAUDOSO PAPA PAULO VI, MUITO BEM LEMBRADO E ENALTEC..." Em resposta a: Paulo VI na mesinha de cabeceira de Romero

Conecte-se com o IHU no Facebook

Siga-nos no Twitter

Escreva para o IHU

Adicione o IHU ao seus Favoritos e volte mais vezes