Dilma cumprimenta grupo que pede veto ao Código Florestal

Revista ihu on-line

Etty Hillesum - O colorido do amor no cinza da Shoá

Edição: 531

Leia mais

Missões jesuíticas. Mundos que se revelam e se transformam

Edição: 530

Leia mais

Nietzsche. Da moral de rebanho à reconstrução genealógica do pensar

Edição: 529

Leia mais

Etty Hillesum - O colorido do amor no cinza da Shoá

Edição: 531

Leia mais

Missões jesuíticas. Mundos que se revelam e se transformam

Edição: 530

Leia mais

Nietzsche. Da moral de rebanho à reconstrução genealógica do pensar

Edição: 529

Leia mais

Etty Hillesum - O colorido do amor no cinza da Shoá

Edição: 531

Leia mais

Missões jesuíticas. Mundos que se revelam e se transformam

Edição: 530

Leia mais

Nietzsche. Da moral de rebanho à reconstrução genealógica do pensar

Edição: 529

Leia mais

Mais Lidos

  • EUA. Religiosos são detidos por protestarem contra a “política nefasta” de Trump na fronteira mexicana

    LER MAIS
  • Ameaças a defensores dos direitos humanos colocam a democracia brasileira em xeque

    LER MAIS
  • Carta do Papa Francisco a Leonardo Boff

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

12 Maio 2012

A presidente Dilma Rousseff se desviou ontem do esquema de segurança preparado para ela durante evento em Betim (MG) e foi até a rua para cumprimentar ambientalistas e manifestantes que pediam o "Veta, Dilma".

A reportagem é de Paulo Peixoto e publicada pelo jornal Folha de S. Paulo, 12-05-2012.

Cerca de 90 pessoas estavam do outro lado da rua gritando "Dilma pode vetar, o Brasil vai te apoiar", quando a presidente surpreendeu os manifestantes e se aproximou para cumprimentá-los.

O gesto da presidente sinaliza que ela pode vetar partes do novo Código Florestal aprovado pelo Congresso.

Setores da sociedade afirmam que o texto do novo código deixa desprotegidas as florestas e matas brasileiras.

A ministra Ideli Salvatti (Relações Institucionais) já disse que a presidente deverá vetar partes do texto, especialmente o que se refere à anistia dada a desmatadores.

Ontem o deputado estadual Durval Angelo (PT-MG), que estava ao lado da presidente no encontro com os manifestantes, disse ter comentado com ela que o movimento "Veta, Dilma" está crescendo na região metropolitana de BH e que ela lhe respondeu que haverá vetos, mas não especificou quais.

Entre os manifestantes estavam ambientalistas independentes e outros ligados à Amda (Associação Mineira de Defesa do Ambiente), Apua (associação de preservação ambiental de Betim) e estudantes de biologia da PUC.

Os estudantes Raul Lansky, 19, e Gabriel da Luz, 21, organizadores do "Veta, Dilma BH" nas redes sociais, se disseram surpresos com a aproximação da presidente, que estendeu a mão a cerca de 20 manifestantes. "Ela não falou nada, apenas sorriu e estendeu a mão", disse Lansky.

Após os cumprimentos, Dilma entrou no carro da comitiva e deixou o local.

A presidente foi a Betim (região metropolitana de BH) para inaugurar uma creche e entregar 1.160 apartamentos do Minha Casa, Minha Vida.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Dilma cumprimenta grupo que pede veto ao Código Florestal - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV