Rede dos Povos, a plataforma colaborativa da Cúpula

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • O cardeal filipino Luis Antonio Tagle, a reforma da Igreja e o próximo pontificado

    LER MAIS
  • “30% dos eleitos para serem bispos rejeitam a nomeação”, revela cardeal Ouellet, prefeito da Congregação para os Bispos

    LER MAIS
  • Vivemos uma ‘psicopatia difusa’ na política brasileira, diz psicanalista

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

Por: Cesar Sanson | 10 Maio 2012

No espírito das mídias livres, a Cúpula tem o orgulho de apresentar a Rede dos Povos –  a plataforma colaborativa oficial de debates e publicação de conteúdos do evento. Trata-se de um ambiente aberto que permite a conexão entre os participantes da Cúpula, além de pessoas interessadas nos temas do encontro, que podem colaborar com postagens de conteúdos em texto, áudio e vídeo. O material fará parte do acervo web da Cúpula dos Povos e poderá ser veiculado na TV e Rádio Cúpula oficiais. Além de transmissão em tempo real para todo o mundo durante os dias do evento, esses canais contarão com diversos pontos de exibição espalhados estrategicamente pelo território do Aterro do Flamengo.


A reportagem é do sítio Cúpula dos Povos, 09-05-2012.

A Rede dos Povos tem por objetivo reunir materiais sobre a luta anticapitalista, classista, antirracista, antipatriarcal e anti-homofóbica, bem como dar visibilidade às práticas alternativas em economia solidária, agroecologia, culturas digitais, ações de comunidades indígenas e quilombolas. A plataforma tem como meta ainda a documentação colaborativa da Cúpula dos Povos em áudio, vídeo e texto, além de servir como espaço de debates e críticas ao modelo de “economia verde” e governança global proposta pela Rio+20, apontando alternativas a partir das visões dos movimentos sociais, organizações e coletivos da sociedade civil.

A Rede dos Povos e o site da Cúpula

Por mais que a Rede dos Povos seja agora o centro de produção colaborativa da Cúpula dos Povos, isso não significa que este espaço, o site oficial do evento, também não receba colaborações. Continuaremos cumprindo nossa meta principal: ser uma fonte de informações sobre o processo de construção a Cúpula. Mas nosso espírito aberto de compartilhamento continua: se você produzir ou encontrar por aí algum material interessante que deva ser publicado aqui, não hesite: mande para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Também aqui, no site oficial, puxaremos todos os dias alguns conteúdos da Rede dos Povos que julgarmos mais palpitantes naquele momento. Assim, a conexão entre o site oficial e a plataforma colaborativa será ainda mais estreita. O objetivo é claro: mostrar para o maior número de pessoas possível o que é a Cúpula dos Povos, quais nossos objetivos e, o mais importante – todos podem e devem participar.

Como participar da Rede dos Povos?

Para participar da Rede dos Povos, basta registrar-se no site e enviar suas colaborações, selecionando esta opção no meu superior do site. A inclusão de conteúdos no acervo web é aberta, assim como a publicação de comentários. A Cúpula dos Povos não se responsabiliza por nenhum conteúdo ou opinião veiculada através da plataforma online da Rede dos Povos e se reserva o direito de remover as postagens que contrariarem o Termo de Uso do Site.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Rede dos Povos, a plataforma colaborativa da Cúpula - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV