Dilma irá analisar Código Florestal com 'sangue frio', diz ministro

Revista ihu on-line

Bioética e o contexto hermenêutico da Biopolítica

Edição: 513

Leia mais

Revolução Pernambucana. Semeadura de um Brasil independente, republicano e tolerante

Edição: 512

Leia mais

Francisco Suárez e a transição da escolástica para a modernidade

Edição: 511

Leia mais

Mais Lidos

  • A força dos pequenos: a Teologia da Libertação

    LER MAIS
  • A crise do padre: o que compete ao ministério?

    LER MAIS
  • João Doria e arcebispo de São Paulo: “Pobre não tem hábito alimentar, pobre tem fome”

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Por: Cesar Sanson | 27 Abril 2012

Gilberto Carvalho não disse se presidente vetará o que Câmara aprovou. Mas, para ele, 'é absolutamente claro que não é o que o governo esperava'.

A reportagem é de Priscilla Mendes e publicada pelo sítio Globo Natureza, 26-04-2012.

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, disse nesta quinta-feira (26) que a presidente Dilma Rousseff vai analisar o novo Código Florestal com “sangue frio e tranquilidade”.

O projeto foi aprovado na noite desta quarta-feira (26) pela Câmara dos Deputados com pontos defendidos por ruralistas e sem as mudanças feitas a pedido do governo na versão que havia sido aprovada no Senado. O ministro admitiu que a forma como o texto foi aprovado não contenta o governo. “É absolutamente claro que não é o que o governo esperava. Com sangue frio e tranquilidade, a presidenta vai analisar como vai tratar essa questão”, afirmou o ministro no Palácio do Planalto.

Apesar de o texto dos deputados não seguirem o que foi acordado no Senado, o ministro disse respeitar a decisão. “É público e notório que nós esperávamos um resultado que desse sequência àquilo que foi acordado no Senado. Não foi esse entendimento da Câmara, mas é um poder à parte e nós respeitamos”.

Gilberto Carvalho, um dos principais interlocutores da presidente, evitou dizer se Dilma irá vetar algum artigo do texto ou mesmo a íntegra do projeto, direito conferido a ela pela Constituição.

“Como nos é dado pela Constituição o direito do veto, a presidente vai analisar com muita serenidade, sem animosidade, sem adiantar nenhuma solução”, afirmou.

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Instituto Humanitas Unisinos - IHU - Dilma irá analisar Código Florestal com 'sangue frio', diz ministro