Petista critica oposição por uso político da religião

Revista ihu on-line

Junho de 2013 – Cinco Anos depois.Demanda de uma radicalização democrática nunca realizada

Edição: 524

Leia mais

A esquerda e a reinvenção da política. Um debate

Edição: 523

Leia mais

A virada profética de Francisco – Uma “Igreja em saída” e os desafios do mundo contemporâneo

Edição: 522

Leia mais

Mais Lidos

  • Com crise e cortes na ciência, jovens doutores encaram o desemprego: 'Título não paga aluguel'

    LER MAIS
  • O quadro dramático do Brasil é denunciado pela Sociedade de Teologia e Ciências da Religião

    LER MAIS
  • "E o medo se fez governo. A única esperança é Francisco." Entrevista com Gianni Vattimo

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

01 Março 2012

O petista Fernando Haddad também criticou a oposição de explorar, "de maneira esperta", a crença religiosa dos eleitores para se beneficiar politicamente. Ao falar sobre a polêmica levantada na eleição de 2010 sobre a legalização do aborto e recentemente sobre o kit anti-homofobia do Ministério da Educação, Haddad disse que o uso "torpe" destes temas incentiva o preconceito e promove a violência. "Isso não faz bem para o Brasil", disse.

A reportagem é do jornal O Estado de S. Paulo, 01-03-2012.

Haddad lembrou que o kit anti-homofobia surgiu de uma emenda parlamentar e que, devido às críticas da bancada religiosa contra a distribuição do material nas escolas, a iniciativa foi suspensa, mas o kit foi utilizado em cursos de formação de professores. Para ele, ainda existe muita desinformação na sociedade sobre o episódio. "É muito barulho por nada", reclamou. Uma das razões para a derrota da oposição na última eleição presidencial, afirmou, foi a visão desrespeitosa em relação à fé das pessoas.

Questionado sobre o que pensa da união homoafetiva, disse apenas que é preciso "respeitar a decisão do Supremo". Já sobre o aborto, revelou que, pessoalmente, é contra, mas destacou que é preciso implementar políticas públicas para que as mulheres possam planejar suas vidas.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Petista critica oposição por uso político da religião - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV