Igreja será mais criteriosa na seleção de candidatos ao clero

Revista ihu on-line

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Mais Lidos

  • Bispo brasileiro diz que ordenará mulheres ao diaconato se papa permitir

    LER MAIS
  • “A ética do cuidado é um contrapeso ao neoliberalismo”. Entrevista com Helen Kohlen

    LER MAIS
  • Irmã Dulce, símbolo de um Brasil que está se esquecendo dos pobres. Artigo de Juan Arias

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

29 Fevereiro 2012

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) incentiva uma seleção mais rigorosa de candidatos ao diaconato e ao sacerdócio, valorizando a formação humano-afetiva, comunitária, espiritual e pastoral-missionária nos seminários como medida preventiva de abusos sexuais que não condizem com a vida e a missão do presbítero.

A informação é da Agência Latino-Americana e Caribenha de Comunicação (ALC), 28-02-2012.

A iniciativa, destacada no documento Diretrizes Gerais para formação dos presbíteros da Igreja no Brasil, foi lembrada pela CNBB no marco do Simpósio “Para cura e renovação”, dirigido aos cerca de 100 bispos católicos e superiores religiosos de todo o mundo, reunidos na Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma, de 6 a 9 de fevereiro.

A CNBB entende que “não há lugar para impunidade e silêncio ou conivência para com aqueles que cometem tais atos abomináveis. Toda e qualquer vítima indefesa de ação pecaminosa de um clérigo exige atenção, proteção e acompanhamento”.

Com um orçamento de 1,6 milhão de dólares para três anos de funcionamento, a Gregoriana de Roma, em conjunto com a arquidiocese de Munique e da Universidade de Ulm, Alemanha, a Igreja Católica anunciou a instalação de um Centro de Proteção à Criança, sediado na Internet, que se dedicará à formação de padres e diáconos na luta contra abuso infantil.

O objetivo do Centro é o de promover uma cultura de vigilância em ambientes católicos, informou o diretor do novo projeto, o diácono alemão Hubert Liebhardt.

A iniciativa surgiu na Alemanha a partir da crise se abusos sexuais que abalou a Igreja Católica do país. “Dois mil e dez foi o pior e o mais amargo ano da minha vida", disse o cardeal Reinhart Marx, de Munique. "A percepção da extensão dos abusos sexuais e dos maus-tratos às crianças na Igreja chocou profundamente muitas pessoas no mundo, e isso me chocou", declarou.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Igreja será mais criteriosa na seleção de candidatos ao clero - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV