2012 Ano Internacional da Comunicação Indígena

Revista ihu on-line

SUS por um fio. De sistema público e universal de saúde a simples negócio

Edição: 491

Leia mais

A volta do fascismo e a intolerância como fundamento político

Edição: 490

Leia mais

Maria de Magdala. Apóstola dos Apóstolos

Edição: 489

Leia mais

Mais Lidos

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Por: André | 27 Fevereiro 2012

O Congresso Nacional de Comunicação Indígena do México encabeçou o lançamento do ano 2012 como o Ano Internacional da Comunicação Indígena, durante o qual serão realizados diversos fóruns e oficinas para analisar a situação dos povos originários quanto à comunicação. Segundo integrantes do Congresso, foram as experiências adquiridas nesta área, “em especial das rádios comunitárias e cinema indígena” que impulsionaram este acordo.

A informação é da Organização Católica Latino-Americana e do Caribe de Comunicação - OCLACC, 24-02-2012. A tradução é do Cepat.

A decisão de dedicar este ano à comunicação indígena foi tomada durante a I Cúpula Continental Indígena, realizada em 2010, de tal maneira que se solicitou aos governos nacionais e a organismos internacionais para que incluam esta comemoração em suas agendas políticas e orçamentárias.

Segundo a Rede de Rádios do Sudeste Mexicano, há mais de 200 rádios comunitárias e indígenas que sofrem de hostilizações e repressão, que é mais forte nos Estados de Puebla, Oaxaca, Guerrero, Tabasco e Veracruz.

Por outro lado, o cineasta indígena José Luis Matias Alonso, de Guerrero, assinalou que é primordial falar sobre a comunicação dos povos originários, sobretudo no marco do Dia Internacional da Língua Materna, celebrado em cada 21 de fevereiro.

“As ações são muitas para dar vida a 2012 como ano internacional da comunicação indígena e um dos objetivos é trabalhar para instalar nosso Direito à Comunicação em organismos internacionais e reformar este aspecto para dentro das organizações indígenas”, afirmou Jeannette Paillan, presidente da Coordenação Latino-Americana de Cinema e Comunicação dos Povos Indígenas (CLACPI) durante uma reunião preparatória da II Cúpula Continental de Comunicação Indígena do Abya Yala.