Governos falham em coragem e ambição nas negociações climáticas da ONU

Revista ihu on-line

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Mais Lidos

  • O psicanalista analisa o "vazio de sentido". "A técnica domina, a política não decide, os jovens consomem e ponto". Entrevista com Umberto Galimberti

    LER MAIS
  • ''Estamos vendo o início da era da barbárie climática.'' Entrevista com Naomi Klein

    LER MAIS
  • Necropolítica Bacurau

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

12 Dezembro 2011

Após duas semanas e a extensão de mais um dia inteiro de negociações, os governos, mais uma vez falharam em fornecer inspiração e ambição para combater as mudanças climáticas e dar esperança para centenas de milhões de pessoas em todo o mundo que sofrem e continuarão a sofrer com os impactos das mudanças do clima.

A análise é do WWF em seu portal, 11-12-2011.

Na avaliação de Samantha Smith, líder da Iniciativa de Clima e Energia da Rede WWF, o trabalho dos governos é para proteger o seu povo e eles não faziram isso em Durban.

"A ciência nos diz que precisamos agir agora - porque os eventos climáticos extremos, como secas, tempestades, inundações e ondas de calor provocadas pelas mudanças no clima vão piorar. Catástrofe é uma palavra forte, mas não é forte o suficiente para um futuro com 4 graus de aquecimento", afimou.

As duras críticas de Samantha Smith foram feitas logo após o encerramento das negociações de clima em Durban, neste domingo.

Representantes de 194 países concordaram em renovar o Protocolo de Kyoto e preparar um novo pacto global para entrada em vigor em 2020. Também ficou acordada a estrutura do Fundo Verde do Clima - criado para financiar ações de combate às mudanças do clima, entre outras decisões.

Para Carlos Rittl, coordenador de Mudanças Climáticas e Energia do WWF-Brasil, apesar do resultado político do encontro de Durban ser significativo, o conteúdo acordado ainda é fraco e coloca o mundo no trilho arriscado do aumento do aquecimento global.

"Muitos textos ainda ficaram com pendências, datas muito extensas e processos não definidos. Os governos vão cantar vitória, mas manter o aquecimento global em 2 graus está complicado", avaliou o representante do WWF-Brasil em Durban.

Samantha Smith acrescentou que os governos passaram os últimos dois dias do encontro das Nações Unidas focados apenas em um punhado de palavras específicas nos textos de negociação em vez de usar seu capital político para promover uma ação real e efetiva para enfrentar as mudanças climáticas.

"Alguns países aqui, como os Estados Unidos, mostraram falta de interesse em apoiar um resultado ambicioso em Durban. Os EUA - com medo da política em casa - disputaram algumas palavras, mas perderam a grande chance da história: colocar um limite nas perigosas alterações climáticas. No geral, a responsabilidade por este fracasso está com alguns governos - como os EUA, Japão, Rússia e Canadá - que vêm resistindo a elevar o nível de ambição para enfrentar as mudanças do clima. Isto é o que nos trouxe até este ponto", concluiu Smith.

O diretor geral da Rede WWF, Jim Leape, disse em Durban que os políticos demonstraram uma incapacidade alarmante para enfrentar o desafio das mudanças do clima. "No ano passado, os governos concordaram em manter a temperatura global em 2 graus, mas aqui em Durban eles falharam completamente em fazer acontecer essa promessa", afirmou Leape.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Governos falham em coragem e ambição nas negociações climáticas da ONU - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV