"Sinceridade" de investidor na TV provoca polêmica

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • O que muda (para pior) no financiamento do SUS

    LER MAIS
  • Ou isto, ou aquilo

    LER MAIS
  • Desmatamento na Amazônia aumenta 212% em outubro deste ano, aponta Imazon

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

28 Setembro 2011

Um suposto investidor sem papas na língua virou um dos grandes assuntos no mundo financeiro por afirmar que o euro vai acabar, que milhões de pessoas vão perder suas poupanças e que o mundo é administrado não pelos governos, mas pelo banco de investimentos Goldman Sachs.

A reportagem é de Vaguinaldo Marinheiro e publicada pelo jornal Folha de S. Paulo, 28-09-2011.

Alessio Rastani deu uma entrevista anteontem à tarde para a BBC. Ele era mais um dos "especialistas" ouvidos pela emissora para comentar a crise econômica europeia.

Surpreendeu já na primeira resposta. Disse que os investidores não se importam com as pessoas e só querem fazer dinheiro. "Sou um investidor. Tenho sonhado com esse momento há três anos. Eu vou para a cama todas as noites e sonho com outra recessão", declarou.

Depois afirmou que as pessoas se esquecem de que muitos souberam enriquecer na crise econômica de 1929.

A entrevista era ao vivo e foi ao ar sem cortes. A apresentadora da BBC disse a Rastani que todos no estúdio estavam com o queixo caído e agradeceu pela sinceridade.

Logo, o vídeo caiu na rede e começaram os boatos de que Rastani era uma fraude e faria parte do grupo Yes Men, especializado em pegadinhas. O grupo nega. Ouvido pela "Forbes", Rastani disse que é investidor e trabalha de forma independente.

A BBC soltou um comunicado em que afirma que não se trata de uma fraude.

Até políticos, como a ministra da Economia da Espanha, Elena Salgado, entraram na repercussão. Ela chamou Rastani de "louco e imoral". Mas muitos no Facebook e no Twitter afirmaram que ele teve coragem de expressar o que de fato pensa o mercado.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

"Sinceridade" de investidor na TV provoca polêmica - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV