5ª Semana Social Brasileira: do Estado que temos ao Estado que queremos

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • “A Igreja existe para todos, não apenas para aqueles que têm fé”. Entrevista com Tomáš Halík

    LER MAIS
  • Para onde vamos? Artigo de Valério Arcary

    LER MAIS
  • Torcidas antifascistas assumem linha de frente da mobilização contra Bolsonaro e atraem oposição

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


21 Setembro 2011

A preparação para a 5ª Semana Social Brasileira, promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), está em pleno andamento. O articulador nacional da 5ª Semana, padre Nelito Dornelas, fez uma rápida exposição dos grandes desafios que se apresentam neste momento ao plenário da reunião do Conselho Episcopal de Pastoral, o Consep, reunido desde hoje, 20, e segue até a próxima quinta-feira, 22, na sede da Conferência, em Brasília.

A informação é do Boletim da CNBB, 20-09-2011.

Segundo o articulador, a Igreja no Brasil tem uma sólida tradição na realização desse tipo de movimento, especialmente em níveis regionais e locais. “Já em 1936, o cardeal Sebastião Leme, do Rio de Janeiro, realizava uma Semana Social. Portanto, as quatro primeiras Semanas simbolizam também um número significativo de pequenas iniciativas do mesmo tipo, isso sem esquecer que cada Semana Nacional se desdobra em eventos locais. Depois da 4ª. Semana, por exemplo, cerca de 280 encontros foram feitos para o repasse do conteúdo da Semana Nacional”, disse o padre Nelito.

O padre também acenou para o tema central da 5ª Semana e recomendou a atenção ao documento 91 da CNBB (Por uma Reforma do Estado com Participação Democrática) que dá os elementos centrais da reflexão que é proposta a ser feita até o final de junho de 2013.

“O papel do estado e sua urgente reforma serão os grandes desafios norteadores do estudo, do debate e da oração tanto no período preparatório quanto da realização do evento”, disse o articulador.

A data e local serão definidos no correr do processo preparatório com ampla divulgação por parte da Comissão.  

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

5ª Semana Social Brasileira: do Estado que temos ao Estado que queremos - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV