São Paulo já se prepara para acolher os símbolos da Jornada Mundial da Juventude

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • Só um radical ecossocialismo democrático pode mudar o horizonte

    LER MAIS
  • Byung-Chul Han: smartphone e o “inferno dos iguais”

    LER MAIS
  • Extrema-direita no Brasil já não precisa de Bolsonaro para se mobilizar, revela pesquisa

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


01 Setembro 2011

Em entrevista coletiva, concedida na manhã desta quarta-feira, 31, a presidência do Regional Sul 1 da CNBB (São Paulo), falou sobre a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), realizada em Madri, Espanha, entre os dias 16 e 21 de agosto, e sobre a preparação da próxima JMJ, em 2013, no Rio de Janeiro, evento que já começa com a acolhida da Cruz e do Ícone de Nossa Senhora, no dia 18 de setembro, em São Paulo (SP).

A informação é do Boletim da CNBB, 01-09-2011.

O presidente do Regional, cardeal dom Odilo Pedro Scherer, arcebispo de São Paulo, o vice-presidente, dom Moacir Silva, bispo de São José dos Campos (SP), e o secretário geral, dom Tarcísio Scaramussa, bispo auxiliar de São Paulo, falaram aos jornalistas sobre a organização da peregrinação dos símbolos da Jornada que percorrerão todas as dioceses do estado de São Paulo, seguindo para todo o país até chegar à capital fluminense, em julho de 2013.

Dom Odilo afirmou que o anúncio da sede da próxima JMJ trouxe muita alegria à Igreja no Brasil e também muita responsabilidade em preparar o evento que deve receber milhões de pessoas.

Para marcar a acolhida da Cruz e do Ícone no Brasil, está sendo organizado um grande evento de evangelização intitulado “Bote Fé”, que acontece das 9h às 21h, no Parque de Materiais da Aeronáutica (PAMA), próximo ao Campo de Marte, com shows, reflexões sobre a jornada e testemunhos de peregrinos que foram à Madri.

Dom Odilo Scherer lembrou que a Cruz da JMJ foi entregue pelo papa João Paulo II, idealizador da Jornada Mundial da Juventude. “A Cruz é sempre um indicativo de Jesus Cristo para convocar os jovens a se encontrarem com Cristo”, explicou. Da mesma forma o Ícone de Nossa Senhora indica a presença materna da Mãe de Jesus junto aos seguidores de Cristo. “Onde está Jesus, está a sua mãe. Onde Está a Igreja, que é a comunidade dos discípulos, ali está a mãe do Senhor, a mãe dos discípulos”, afirmou.  

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

São Paulo já se prepara para acolher os símbolos da Jornada Mundial da Juventude - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV