Teólogos refletem sobre o culto do corpo

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • Müller também se recusa, na 'TV do diabo', a participar do Sínodo

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


27 Agosto 2011

Sexo e "culto" do corpo, mas também arte e globalização. Estes são alguns dos temas que, desta segunda até a próxima sexta-feira, serão debatidos pelos teólogos que, por ocasião do 150º aniversário da Unificação da Itália, escolheram Turim escolheram para o seu encontro nacional, agora na edição de número 22.

A reportagem é de Fabrizio Assandri, publicado no jornal La Stampa, 26-08-2011. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

O hotel Parlapà de Alpignano irá sediar o congresso, organizado a cada dois anos pela Associação Teológica Italiana, a mais representativa do setor, com seus 320 membros, entre padres e leigos, que estudam "a ciência de Deus". A associação nasceu em 1967, depois do Concílio Vaticano II, na tentativa de "renovar" a teologia, dialogando com a modernidade.

Para contrastar aqueles que pensam que a teologia tem a cabeça "nas nuvens", os congressistas irão debater o fisiculturismo, as academias, a alimentação e, mais em geral, o cuidado com o corpo, mas também arte, religiões "faça-você-mesmo", eros e sexualidade. "Isso não só para desmentir a fama sexofóbica da Igreja Católica – apontam os organizadores –, mas também para contribuir com o esclarecimento do que o corpo diz sobre quem o homem é, nas suas pulsões e na sua força, assim como nos seus limites e na sua fraqueza".

O principal tema do congresso, durante o qual será renovado o conselho administrativo da associação, é "Eucaristia e logos, um elo propício para a Igreja". Uma antecipação do Congresso Eucarístico Nacional, que se realiza em Ancona a partir do próximo sábado. "Buscaremos entender em que medida a Eucaristia incide sobre o pensamento dos cristãos e, consequentemente, no debate público". E, "em um contexto de pluralismo e de crise, nos perguntaremos o que o pensamento cristão ainda tem a dizer hoje, confrontando-se com temas que jamais saem de moda, como o amor de um casal".

Participam do encontro o arcebispo de Turim, Dom Cesare Nosiglia, que, na quinta-feira, às 19h, celebra a missa na Consolata – depois da visita dos teólogos à Reggia di Venaria e ao centro de Turim – e o seu predecessor, o cardeal Severino Poletto, além de Dom Luciano Pacomio, bispo de Mondovi. Alguns dos nomes mais importantes do panorama atual da teologia irão se alternar, com conferências sobre temas como a mística, a liturgia e a inculturação, ou seja, sobre o esforço de "traduzir" a fé cristã nas culturas mais distantes.

Entre os conferencistas, o teólogo e musicista Pe. Pierangelo Sequeri falará do "estilo" cristão; Dom Piero Coda, presidente cessante da associação, sobre a relação entre Eucaristia e "logos"; o monge beneditino francês Ghislain Lafont, sobre o Vaticano II; a teóloga Serena Noceti, sobre o pensamento cristão; o filósofo Xavier Lacroix, sobre o matrimônio. Finalmente, na sexta-feira, o congresso termina estendendo o olhar para as terras de missão. O Pe. Ermis Segatti, responsável da Pastoral Diocesana da Cultura, vai falar sobre a situação na América Latina; o padre jesuíta Paolo Gamberini, sobre a situação na Ásia; enquanto o Pe. Giovanni Ferretti abordará a velha Europa.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Teólogos refletem sobre o culto do corpo - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV