"Com o uso das nanotecnologias, a ciência supera a ficção científica"

Revista ihu on-line

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

Mais Lidos

  • Foto de um pai e sua filha afogados na fronteira mexicana ilustra drama migratório

    LER MAIS
  • Centro Âncora: uma iniciativa para o cuidado de presbíteros e religiosos

    LER MAIS
  • Secretário do Cimi denuncia governo Bolsonaro em sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

06 Julho 2011

Vito Mocella, pesquisador do Instituto de Microssistemas do CNR [Conselho Nacional de Pesquisas da Itália] em Nápoles, também trabalha em um modelo da capa da invisibilidade.

A reportagem é de Elena Dusi, publicada no jornal La Repubblica, 06-07-2011. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Eis a entrevista.

Já vê aplicações?

Li patentes muito esquisitas. Citava-se a possibilidade de cobrir mísseis com uma tela para torná-los invisíveis. Esse uso ainda me parece inverossímil para mim, mas o interesse das indústrias ligadas à produção militar certamente é grande.

Quais são as maiores dificuldades?

Quanto à capa do silêncio, o problema é que o ouvido humano é capaz de perceber um espectro muito amplo de frequências. Chegar a abranger todas elas não será fácil, mas também é verdade que estamos trabalhando duro. As frequências percebidas pelo olho, em comparação, são mais restritas.

Quase se poderia dizer que a ciência supera a ficção científica.

As capas da invisibilidade e do silêncio são fruto da nossa habilidade no uso das nanotecnologias. Do ponto de vista técnico, somos capazes de obras com as quais, há poucos anos, só podíamos sonhar. Hoje, sabemos manipulação a matéria em escala muito reduzida, pouco maior do que a do átomo. Isso nos permite desviar a luz e fazer com que ela siga comportamentos que não existem na natureza.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

"Com o uso das nanotecnologias, a ciência supera a ficção científica" - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV