Paralisação de operários afeta obras do PAC

Revista ihu on-line

Henry David Thoreau - A desobediência civil como forma de vida

Edição: 509

Leia mais

Populismo segundo Ernesto Laclau. Chave para uma democracia radical e plural

Edição: 508

Leia mais

Gênero e violência - Um debate sobre a vulnerabilidade de mulheres e LGBTs

Edição: 507

Leia mais

Mais Lidos

  • 'Estamos frente a um sistema de agiotagem que paralisou o país'

    LER MAIS
  • Reforma aproxima trabalhadores de condições análogas à escravidão, diz historiadora

    LER MAIS
  • Amoris laetitia: segundo teólogo inglês, Papa Francisco ensina erros

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

24 Março 2011

Pelo menos cinco grandes obras de infraestrutura que estão incluídas no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) foram paralisadas nas últimas duas semanas em razão de protestos de trabalhadores.

A notícia é do jornal Folha de S. Paulo, 25-03-2011.

O número de operários parados nos canteiros de obras foi de quase 80 mil.

Manifestações recentes atingiram inclusive obras do Minha Casa, Minha Vida no Maranhão, que pararam durante nove dias em janeiro.

Atualmente, além das usinas de Jirau e Santo Antônio (Rondônia), as obras da refinaria Abreu e Lima e da Petroquímica Suape (Pernambuco) e da termelétrica de Pecém (Ceará) estão paradas.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Instituto Humanitas Unisinos - IHU - Paralisação de operários afeta obras do PAC