Menos missas e mais entretenimento. A estratégica da TV católica para enfrentar evangélicas

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • “O risco que eu estou correndo é cada vez maior, e a responsabilidade vocês sabem de quem é”, denuncia padre Júlio Lancellotti

    LER MAIS
  • A nova encíclica de Francisco nascida do diálogo com o Islã e do Covid. Artigo de Alberto Melloni

    LER MAIS
  • Padre Julio Lancellotti recebe novas ameaças após ataques virtuais de deputado

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


27 Fevereiro 2011

Menos missas e mais entretenimento. Criada há cinco anos para enfrentar o crescimento dos evangélicos, a TV Aparecida, da Igreja Católica, tem investido em uma programação laica como estratégia para se diferenciar de emissoras irmãs, como a Canção Nova, e atingir um público maior.

A reportagem é de Fábio Amato e publicada pelo jornal Folha de S.Paulo, 26-02-2011.

A grade do canal, no início totalmente religiosa, hoje exibe programas como o "Brasil Off-Road", para fãs de esportes radicais, e o "Sabor de Vida", com dicas de gastronomia e saúde. A TV é administrada pelo Santuário Nacional de Aparecida (a 180 km de São Paulo).

A emissora passou ainda a exibir desenhos e filmes. O último pacote comprado inclui títulos como O Pianista e Oliver Twist, do cineasta Roman Polanski, além do brasileiro "Amor & Cia", estrelado por Patrícia Pillar, Marco Nannini e Alexandre Borges.

"O que nos define é a programação religiosa. Mas nós não queremos ser uma TV piegas. Nós somos diferentes em relação às outras TVs católicas porque nós temos uma programação diferenciada. Nós ousamos falar a quem não quer nos ouvir", diz o reitor do Santuário Nacional, padre Darci Nicioli.

Segundo ele, a emissora quer falar "com todos os segmentos da igreja" e "dialogar com a sociedade". E, apesar de não veicular só conteúdo religioso, sua programação "é permeada de maneira muito sutil pelos valores do evangelho".

A Aparecida é transmitida para todo o Brasil por parabólica e em 174 cidades pela TV aberta e paga. Neste ano, inaugura a sua transmissão digital para toda a Grande São Paulo (investimento de cerca de R$ 6 milhões).

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Menos missas e mais entretenimento. A estratégica da TV católica para enfrentar evangélicas - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV