Desempregados na zona do euro já são quase 20 milhões

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • O fenômeno dos padres fisiculturistas e estrelas das redes sociais

    LER MAIS
  • “O Papa me disse: Deus ama os filhos homossexuais como eles são”

    LER MAIS
  • Francisco para os pais e mães de homossexuais: “A Igreja ama os vossos filhos do jeito que eles são, porque são filhos de Deus”

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: Cesar Sanson | 01 Junho 2013

Taxa de desemprego avança para 12,2%, na 24ª alta consecutiva; entre pessoas com menos de 25 anos há um novo recorde: 24,4%.

A reportagem é do jornal O Estado de S.Paulo, 01-06-2013.

A profunda e prolongada crise econômica na zona do euro continua a traduzir-se em números crescentemente negativos no mercado de trabalho, exigindo reações mais rápidas dos líderes regionais em meio a manifestações populares contra as políticas de austeridade adotadas pelos governos do continente.

Em abril, a taxa de desemprego atingiu um novo recorde na zona do euro, subindo a 12,2%, segundo dados da Eurostat, acelerando em relação à taxa de 12,1% de março. Foi o 24.º mês seguido de aumento do desemprego na zona do euro.

Em comparação ao mesmo mês do ano passado, o número de desempregados no bloco aumentou 1,6 milhão, totalizando 19,375 milhões de europeus sem ocupação. Apenas no último mês, 95 mil pessoas saíram do mercado de trabalho na zona do euro. A pesquisa também mostrou que os jovens continuam sendo os mais prejudicados pela fraqueza do mercado de trabalho da zona do euro. A taxa de desemprego entre pessoas com menos de 25 anos no bloco atingiu o novo recorde de 24,4% em abril.

As taxas mais elevadas de desemprego na região foram registradas na Grécia, que chegou a 27% em fevereiro, Espanha, onde 26,8% dos trabalhadores estão sem emprego, e Portugal, onde o desemprego atinge 17,8% dos trabalhadores. O país com a menor taxa de desemprego na região é a Áustria, onde 4,9% dos trabalhadores estão desempregados. Na Alemanha, a taxa de desemprego continua sendo de um dígito: 5,4%.

A piora no mercado de trabalho, no entanto, vem se estendendo da periferia para economias centrais da zona do euro: o desemprego na França, segunda maior economia do bloco, atingiu um novo recorde na França em abril, com uma taxa de 11%. Na Itália, terceira maior economia da região, a taxa subiu a um recorde histórico de 12% em abril. Em comparação ao mesmo período do ano passado, 373 mil trabalhadores italianos entraram na fila do desemprego no último mês.

Reação

Em reunião com o presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, o primeiro-ministro italiano Enrico Letta anunciou que o governo vai lançar um "plano nacional" para estimular o emprego entre jovens antes mesmo da reunião de cúpula do Conselho Europeu, marcada para junho, que será dedicada à crise de emprego na região.

Van Rompuy enfatizou a importância da reunião de junho, em Bruxelas, quando chefes de governo deverão formular propostas concretas para combater o desemprego entre os jovens no continente.

A promessa inesperada, feita após encontro dos dois líderes em Roma, enfatiza a natureza nacional da decisão do governo e surge semanas após demandas do presidente italiano Giorgio Napolitano para que o governo tome medidas "imediatas" para enfrentar o desemprego.

Letta não deu muitos detalhes, mas disse que as medidas planejadas seriam amplas, envolveriam incentivos tributários e que algumas seriam direcionadas especificamente para a região sudeste, onde o desemprego entre os jovens subiu acima de 50% no primeiro trimestre deste ano.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Desempregados na zona do euro já são quase 20 milhões - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV